Fórmula 1 – O GP da Holanda pode sair do papel para 2020.

As esperanças de um GP da Holanda em Zandvoort em 2020 estão aumentando a cada dia.

Apesar de Assen insistir que continua na disputa e mesmo sem fundos do governo, um acordo de princípio supostamente foi fechado entre a Liberty Media e Zandvoort. Relatos da mídia holandesa afirmam que o contrato definitivo deve ser assinado até 31 de março.

Agora, um chefe para a potencial corrida de 2020 foi nomeado. É Jan Lammers, ex-piloto de Fórmula 1, vencedor de Le Mans e chefe de equipe no automobilismo.

O jornal Algemeen Dagblad alega que Lammers, nascido em Zandvoort, está envolvido no projeto há meses.

“Eu sempre estive envolvido, e por razões lógicas, esse envolvimento aumentou mais recentemente”, confirmou Lammers. “No lado esportivo e de comunicação, posso contribuir”.

“A longo prazo, um caráter mais oficial pode ser atribuído, mas precisa haver uma necessidade real. Eu não preciso ser o chefe de caixas vazias”, disse ele.

Apesar do crescente interesse na F1 graças ao “efeito Verstappen”, o governo holandês resolveu não ajudar financeiramente uma possível organização da prova. Com Zandvoort e Assen como possíveis palcos, ambas as estruturas pediram ao governo fundos (5 milhões de euros), algo que foi negado. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *