Honda chega a 4 milhões de motos flex produzidas no Brasil.

Seis anos após ser responsável pela produção da primeira motocicleta bicombustível do mundo, a Moto Honda da Amazônia comemora nesta quarta-feira, 18 de março, a produção da moto flex de número 4 milhões na sua fábrica de Manaus (AM). O marco foi protagonizado por uma CG 150 FAN.

 

Desde 2009, quando foi pioneira ao lançar uma motocicleta com tecnologia movida a etanol (álcool), gasolina ou com a mistura de ambos, a Honda vem ampliando ano a ano a sua linha de bicombustíveis. Atualmente já são oito modelos flex: CG 150 Start, CG 150 Fan, CG 150 Titan, CG 150 Cargo, NXR 160 Bros, Biz 125, CB 300R e XRE 300, que, juntos, representam aproximadamente 65% das vendas da empresa.

 

Presente também na linha de automóveis, o conceito “FlexOne” foi adotado pela fabricante para representar seu empenho em inovação para mobilidade sustentável, aliando alta performance com baixo consumo de combustível e emissão de poluentes para todas as gerações de produtos.

 

Sobre o grupo Honda no Brasil – Presente no país desde 1971, quando começou a importar, e em seguida a produzir motocicletas em Manaus (AM), a Moto Honda da Amazônia Ltda. é atualmente a maior fabricante de motos do Brasil, com mais de 20 milhões de unidades produzidas.  Desde 2001, a empresa produz, também em Manaus, modelos de motores estacionários, além de comercializar geradores, motobombas, roçadeiras, cortadores de grama e motores de popa importados de outras unidades da marca no mundo. Um ano depois iniciou a produção de quadriciclos na unidade. Em 1992, com a criação da Honda Automóveis do Brasil Ltda., a empresa entrou no competitivo mercado automobilístico brasileiro também por meio de importações e, a partir de 1997, com a produção nacional de automóveis no município de Sumaré (SP). Em 2013, anunciou sua segunda planta de automóveis, em Itirapina, interior de São Paulo, com inauguração prevista para 2015. Em uma iniciativa inédita no segmento automotivo no país, a empresa iniciou, no mesmo ano, a construção do seu primeiro parque eólico na cidade de Xangri-Lá, no Rio Grande do Sul, inaugurado em novembro de 2014.  Para administrar as operações do parque, que irá suprir toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, foi criada a Honda Energy do Brasil. No país, também faz parte do grupo a Honda Serviços Financeiros, que reúne o Consórcio Nacional Honda, a corretora Seguros Honda, a Leasing Honda e o Banco Honda. Presentes na rede autorizada de todo o Brasil, o serviços oferecidos facilitam o acesso dos clientes aos produtos da marca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *