Número de carros populares com banco de couro cresce 30%

Em busca de sofisticação, conforto e praticidade, motoristas estão equipando seus veículos com o revestimento. É possível fazer o serviço a partir R$ 980

 

Você acha que banco de couro é um acessório somente para carros de luxo? Saiba que você está enganado. É cada vez mais comum observar nas ruas das cidades carros populares ganhando seus assentos revestidos com o item. Como nem todas as marcas oferecem o equipamento como opcional, os motoristas estão buscando as oficinas especializadas para se diferenciar e valorizar o seu automóvel. Para se ter uma ideia, no último ano – de junho de 2013 a junho de 2014 –, a procura pelo banco de couro aumentou 30% na Tapeçaria Alemão, uma das mais tradicionais de São Paulo.

Fiesta, Gol, HB20, Siena, Fox e Agile, por exemplo, são os carros que mais vêm ganhando o revestimento que é considerado elegante, confortável, resistente e fácil de limpar. Pagar pelo banco de couro também não é mais tão caro: é possível fazer o revestimento pagando a partir de R$ 980 no couro ecológico. A demanda vem crescendo a cada ano. A produção brasileira de couro destinado ao setor automotivo ultrapassou a faixa dos 6% em 2013, chegando a 40 mil toneladas, segundo dados do Centro das Indústrias e Curtumes do Brasil (CICB). “Esperamos um crescimento ainda maior em 2014. Estamos prontos para atender os clientes. Muitos querem dar um toque de sofisticação ao seu carro e o couro supre bem esse desejo. Os preços também estão mais acessíveis”, explica Ana Cristina Ribeiro, gerente de acessórios da Tapeçaria Alemão.

A procura acontece bastante por pessoas na faixa dos 20 e 30 anos, que ganharam ou compraram o seu primeiro automóvel. Eles também revestem os painéis das portas. São várias as vantagens do couro: além de fácil limpeza, de não manchar, não acumula sujeira, não comprometendo a saúde de quem tem alergia, por exemplo. Fora que o suor dos passageiros e a poluição do ambiente não passam para o banco, evitando a proliferação de odores desagradáveis”, diz a gerente.

 

Cuidados

A escolha da empresa na hora de fazer o revestimento deve ser cuidadosa, para evitar transtornos no futuro. Na Tapeçaria Alemão, por exemplo, o revestimento é feito com maquinário moderno, desde o corte automático do couro, que elimina qualquer defeito ou imperfeição. “É importante também saber a procedência do material. O couro automotivo é preparado para condições extremas de fricção, temperatura, umidade e exposição à luz. Tudo que utilizamos acompanha laudo do curtume, 100% natural, comprovando os testes laboratoriais efetuados, sendo capazes de resistir a altas temperaturas e condições adversas dentro dos veículos”, diz Ana Cristina Ribeiro, que é a única empresa no setor que possui ISO 9001.

Para que o banco tenha uma aparência sempre nova é recomendado uma limpeza pelo menos uma vez por mês, seja com sabão de coco ou água (não usar produtos químicos) e, com um pano umedecido, retirar os excessos.

Serviço:

www.alemao.com.br

Tapeçaria Alemão em reportagem sobre bancos em couro do programa “Auto Esporte”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *