Moto 1000 GP: sucesso de público marca etapa histórica em Interlagos.

O oitavo evento da história do Moto 1000 GP no Autódromo José Carlos Pace, São Paulo (SP), proporcionou resultados satisfatórios dentro e fora da pista. As corridas da segunda etapa, no último domingo (15), emolduraram um evento que proporcionou as mais diversas formas de entretenimento ao público que marcou presença em Interlagos para acompanhar o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade e as disputas do GP Michelin.

“Foi um evento que nos surpreendeu principalmente pelo público”, diz o promotor do Moto 1000 GP, Gilson Scudeler. “Mesmo acontecendo em pleno período de Copa do Mundo no Brasil e uma semana depois de outro evento de motovelocidade, o público deu a sua resposta, compareceu em grande número e proporcionou uma ótima festa, que acabou retribuída com uma programação repleta de atrativos e de corridas espetaculares”, resume.

Scudeler destaca a fidelização e a qualificação dos torcedores do Moto 1000 GP, que cumpre em 2014 sua quarta temporada. “Nós temos um público fiel e segmentado, nós observamos isso e tivemos a mesma constatação por parte dos patrocinadores e parceiros. A etapa reuniu um público que realmente representa o mercado consumidor do motociclismo, tanto nas arquibancadas quanto nas ações de marketing e relacionamento”, ilustra.

O promotor do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade cita exemplos da segmentação evidenciada no GP Michelin. “O estacionamento reservado ao público ficou completamente lotado de motos de grande cilindrada, e as áreas que empresas parcerias do Moto 1000 GP reservaram para suas ações tiveram uma participação muito acima da expectativa de quem visitou o evento. Temos um público que anda de moto e é apaixonado por moto”, destaca.

O fomento às ações extrapista tem merecido empenho ainda maior em 2014. “O alicerce para a parte desportiva do evento é uma realidade, o evento foi ótimo desportivamente falando, também. A partir disso podemos focar mais o evento. Tivemos show de wheeling, o público interagiu nos simuladores da Red Bull e da Playstation e também da wheeling machine. Interlagos se tornou uma grande praça de entretenimento”, define Scudeler.

Na pista, as provas do GP Michelin fizeram jus à participação do público. “A corrida da categoria principal foi uma das mais espetaculares que o Brasil já teve”, lembra Scudeler, citando a prova da GP 1000, que teve pilotos de cinco países no pódio. “Na GPR 250, nossa categoria-escola, a disputa que os pilotos proporcionaram foi épica. Tivemos um grande evento, sem perder a essência, que é um campeonato desportivamente forte e equilibrado”.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas. A Auto Service Logística é a transportadora oficial do evento, que conta também com o apoio de Suzuki, Beta Ferramentas, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN e Peterlongo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *