Mercado Internacional – A União Europeia tem dúvidas sobre a fusão FCA – PSA.

Os reguladores anti cartel da Uniao Europeia torceram o nariz á fusão da PSA com a Fiat Chrysler Automobiles (FCA), preocupados com a elevada quota de mercados nos comerciais ligeiros.

 

Esta posição da União Europeia pode trazer um pequeno graão de areia na roda gigante que é a fusão entre a FCA e a PSA num valor que se aproxima dos 50 bilhões de euros. Pode esta preocupação levar os dois grupos a proceder em alterações aos termos do acordo já assinado.

 

As duas partes deste acordo de fusão que vai criar o quarto maior grupo da indústria automotiva já foram notificadas destas preocupações da União Europeia. Se a PSA e a FCA não conseguirem dissipar todas as dúvidas dos reguladores nas próximas 48 horas e fazerem concessões no setor dos comerciais, a UE vai iniciar uma investigação que atrasará todo o processo em mais quatro meses.

E do que estamos falando?

Habitualmente, os reguladores não gostam de ver negócios sobrepostos como sucede com o setor dos comerciais leves cujas gamas de ambos os grupos permitem dominar grande parte do mercado. Ou seja, a nova empresa terá de reduzir a gama de produto para proporcionar maior concorrência, algo que não será fácil devido a dificuldades técnicas.

 

Caso as duas gigantes do setor automotivo consigam responder aos órgãos reguladores europeus essa fusão entrará como um marco histórico para indústria automotiva mesmo após uma grande crise mundial devido ao Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *