Fórmula 1 – Mudanças nas regras de Parque Fechado.

A busca por uma F1 mais sustentável continua e agora surgem ideias para mudar ligeiramente o formato do fim de semana.

A ideia passa por começar os treinos um pouco mais tarde durante o dia de sexta feira e colocar logo os carros em parque fechado imediatamente depois dos treinos. Segundo os regulamentos atuais, alterações à afinação das suspensões e alterações à aerodinâmica do carro (excepto na asa dianteira) são proibidas em parque fechado.

Assim, com as regras de Parque Fechado se mantendo como estão, as equipes teriam de apostar numa afinação ainda antes de terem ido para a pista. A vontade é de diminuir os custos que as equipes têm de testar partes novas na sexta feira.

Christian Horner, chefe da Red Bull acredita que com algumas alterações à regra, talvez se possa chegar a um compromisso interessante:

“Quando o Parque Fechado foi originalmente introduzido, seria perigoso, e foi desaprovado pela maioria”, disse Horner ao Motorsport.com.

“Temos de experimentar estas coisas e ver se funciona e se isso tem um impacto sobre os custos. O que queremos evitar são as possíveis consequências não intencionais da introdução de um regulamento assim.”

“Então, talvez, em vez de ser um parque fechado muito restrito, devemos ainda ter a capacidade de alterar as molas e os níveis das asas, mas para isso talvez certos componentes devam ser homologados.”

O responsável da equipe acredita que o uso deste tipo de regras com um teto orçamental, recompensará as equipes mais inteligentes no uso dos seus recursos:

“As equipes mais inteligentes sempre encontrarão uma vantagem”, disse ele. “Vemos isso na Fórmula 2. Com um carro idêntico, alguns carros são melhores que outros, dependendo do trabalho da equipe. Isso está ligado ao trabalho das pessoas que estão envolvidas e como usam os seus recursos. F1 é uma versão muito mais radical disso.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *