Fórmula 1 – Felipe Massa faz uma prova sem brilho e termina em quarto em Melbourne.

Brasileiro larga em terceiro, mas acaba perdendo posição para Ferrari de Vettel após Williams devolvê-lo para pista atrás de Ricciardo: “Melhor ter ficado mais duas voltas”.

 

O quarto lugar no GP da Austrália deste domingo não foi o resultado que Felipe Massa mais esperava. Ele já havia antecipado que a Williams teria a Ferrari como grande rival na briga por um lugar no pódio, mas ter perdido a chance de disputar o terceiro lugar com Sebastian Vettel em razão de um erro de estratégia do time não estava nos planos.

Largando em terceiro lugar no grid, o brasileiro vinha fazendo sua parte. No início da corrida, administrava uma vantagem segura para o alemão, ficando atrás apenas das duas imbatíveis Mercedes, de Lewis Hamilton – vencedor da prova – e Nico Rosberg. No entanto, a escuderia inglesa voltou a se enrolar na tática de pit stops, algo recorrente no ano passado. Ao chamar Massa para os boxes na 21ª volta, o devolveu à pista atrás da RBR de Daniel Ricciardo, que estava mais lento na pista. O paulista perdeu segundos preciosos até ultrapassar o australiano e viu Vettel voltar à sua frente após visitar os boxes

– Aquela parada prejudicou. Talvez fosse melhor ter ficado uma ou duas voltas a mais. Não fui muito de acordo com aquela parada. Voltei atrás de um carro lento, demorei 1s5 para passar. Foi o suficiente para perder a posição – analisou.

Massa não sabe dizer se conseguiria subir ao pódio, se a equipe não tivesse errado na estratégia. O brasileiro exaltou o ritmo de corrida da Ferrari e acredita que seria um grande desafio segurar Vettel, caso não tivesse perdido a posição para ele em razão do tempo atrás de Ricciardo.

– A Ferrari tinha um ritmo um tiquinho melhor que a gente na corrida. Se eu ia ficar na frente ou não no fim, não dava para saber. Não tenho bola de cristal. Mas única chance de tentar ter chegado em terceiro era ter ficado na frente dele naquela hora. Seria uma luta a segunda parte da corrida. Não é uma pista tão fácil de ultrapassar. Essa era a única chance que eu tinha de chegar ao pódio – reconheceu.

Como consolo, Massa destaca que teve um início de temporada melhor que o de 2014, quando foi tirado da corrida de Melbourne logo na largada pelo japonês Kamui Kobayashi, da Caterham. O brasileiro da Williams é o 4º lugar no campeonato, com 12 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *