F-Truck: equipe de Sorocaba confirma pilotos para 2015.

A temporada 2015 da Fórmula Truck será a vigésima da história, e promete uma série de inovações quanto as questões técnicas, regulamento e disputas, tornando-a ainda mais atrativa para o público. Todos esses pontos pesaram na decisão do piloto mato-grossense Raijan Mascarello de permanecer na categoria.
Nesta quarta-feira (21), Raijan e o chefe da equipe DF MotorSport, Djalma Fogaça, anunciaram a sequência da parceria pelo terceiro ano consecutivo a bordo do caminhão Ford.

“A categoria é extraordinária. Dá uma grande visibilidade para o piloto e os patrocinadores. Conversei com a família, com alguns amigos, e decidimos que era melhor continuar aqui”, conta Raijan, que chegou a receber convites de duas categorias de carros.

A temporada 2014 serviu como aprendizado no que diz respeito à estrutura da equipe, desenvolvimento e resultado, servindo de base para o novo acordo.
“Conversamos bastante, ajustamos muitas coisas, e a tendência é que este ano seja bem melhor que o ano passado, o que também se reflete na estrutura da equipe. Com dois caminhões para cuidar, ficará muito melhor para trabalhar e buscar os resultados”, afirmou Raijan.

Djalma Fogaça também celebrou o acordo. “Além do potencial enorme que ele tem, tem o lado pessoa, da integridade, do caráter, tudo isso conta. Acredito que, hoje, com o conhecimento do equipamento e os investimentos que estão sendo feitos, podemos fazer uma grande temporada”, disse, revelando que o time terá apenas dois caminhões em 2015. “Foi um erro ter três caminhões no ano passado. Nossa estrutura não comportou”, acrescentou.

Trabalho
A equipe já está trabalhando desde o início do ano na sede da DF MotorSport, em Sorocaba (SP), efetuando diversas revisões e o teste de novas peças. De acordo com Fogaça, o trabalho é intenso, mas a renovação com Raijan Mascarello vai dar um pouco mais de tempo.

 

“O Raijan já conhece o equipamento e isso encurta o trabalho na pista. Estamos trabalhando principalmente no desenvolvimento do motor e no chassi, que exige um trabalho quase artesanal”, revela.

Fabio Fogaça, também piloto, está trabalhando diretamente no projeto do novo caminhão e será uma espécie de manager. A expectativa é de que alguns testes de pista possam ser realizados antes do início da temporada, que prevê a realização de dez etapas:

Calendário
1º de março – Caruaru (PE)
12 de abril – Brasília (DF)
17 de maio – Londrina (PR)
14 de junho – Campo Grande (MS)
12 de julho – Goiânia (GO)
9 de agosto – Santa Cruz do Sul (RS)
13 de setembro – Curitiba (PR)
4 de outubro – Guaporé (RS)
8 de novembro – Cascavel (PR)
6 de dezembro – São Paulo (SP)

 

Crédito Imagem: Rodrigo Ruiz (RRMedia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *