Começou nesta terça-feira a VUCFAIR e o Seminário VUC.

Destinada às empresas frotistas, autônomos e pequenos empreendedores, a VUCFAIR 2014 – Salão dos Veículos Comerciais Leves, em sua primeira edição, começa nesta terça-feira, 18, com 42 expositoras que representam 60 marcas de produtos, em área de 10 mil metros quadrados do São Paulo Expo [ex-Imigrantes Exhibition & Convention Center]. O evento espera receber de 10 a 12 mil visitantes profissionais – não haverá bilheteria.

 

A feira traz fabricantes e importadoras de VUCs, picapes e comerciais leves. As principais expositoras são a FAG Brasil, Italspeed, Kia Motors, Lifan, Marksell, Mercedes-Benz, Rely, Renault, Thermo-Flex, Truckvan, VIC, entre outras empresas correlatas ao setor automotivo, e as ilhas temáticas compostas por food trucks e veículos comerciais leves implementados em diferentes formatos de aplicações, como distribuição de botijões de gás, lavanderia, vidraçarias e até lojas de roupas ambulantes.

 

A VUCFAIR se propõe a atender às transportadoras e às empresas de logísticas cada vez mais limitadas a entrar nos grandes centros urbanos com seus caminhões. Assim são obrigadas a adquirir VUCs. Os autônomos, por sua vez, também são convocados a adquirir VUCs.

 

E quanto às picapes, miniutilitários e comerciais leves, a possibilidade de empreender pequenos negócios com o uso desses veículos, como os food trucks. A VUCFAIR 2014 tem uma área dedicada aos food trucks, equipamentos que já compõem o cenário da cidade de São Paulo. Bem como áreas dedicadas a outros setores como lavandeira, lojas ambulantes, veículos de prestação de serviços gerais, entre outras aplicações.

 

Crescimento expressivo – As crescentes restrições de tráfego a veículos pesados em grandes cidades vêm impulsionando o segmento de Veículos Urbanos de Carga (VUCs), caminhões de pequeno porte (de largura máxima de 2,20 m e comprimento de até 5,50 m). Segundo a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), até agosto de 2014, foram comercializados 533.645 novos veículos somente esse ano no País. O número representa um aumento de 0,53% referente ao mesmo período, de janeiro a agosto de 2013.

 

No entanto, conforme os dados do Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo), o crescimento foi ainda mais expressivo nos últimos anos. Em cinco anos, a frota dessa categoria de veículos cresceu 49,5%. No final de 2008, os 600.553 saltaram para os atuais são 897.471 VUCs, registrados pelo órgão na capital paulista até julho de 2014. No estado de São Paulo o aumento foi ainda mais expressivo, passando de 1.718.354 para pouco mais de 2,8 milhões de Veículos Urbanos de Carga em circulação; o que representa 67,8% de aumento.

 

Seminário VUC – A 1ª edição do Seminário VUC, com o tema “VUC: Solução para a Mobilidade Urbana”, com a coordenação institucional da Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, tem por objetivo pontuar as demandas do segmento de VUCs e aborda a importância destes veículos para o transporte e mobilidade urbana, o desenvolvimento dos VUCs no Brasil, as tendências e oportunidades de negócios do segmento, a visão dos fabricantes de implementos rodoviários, a distribuição de cargas nos grandes centros urbanos e a crescente demanda por transporte com mais agilidade e eficiência.

 

Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, “a implantação e desenvolvimento do segmento estão em linha com as práticas mais modernas de mobilidade urbana”.

 

Foram convidados como palestrantes Luiz Carlos Gomes Moraes, vice-presidente da Anfavea e diretor de Relações Institucionais da Mercedes-Benz; Alcides Braga, presidente da Anfir; Neuto Gonçalves dos Reis, da NTC&Logística; Manoel Souza Lima Junior, presidente do Setcesp; José Geraldo Vantine, da Vantine Consulting; e o encerramento do seminário será de Fred Carvalho, diretor de Assuntos Institucionais da Anfavea.

 

No dia 19 de novembro, quarta-feira, “Palestras VUC” acontecem com as apresentações de Luiz Gonzaga, engenheiro de Marketing do Produto Sprinter, da Mercedes-Benz, sobre “Soluções para a mobilidade urbana”; Flavio Tavares, sobre o Instituto PARAR; de Gisele de Lucca, diretora de Projetos da Econotrans; de Gislane Viana, diretora da FAG Brasil, sobre “Oportunidades de negócios sobre rodas”; e de Fernão de Souza Vale, do BNDES, sobre linhas de financiamento do BNDES voltadas a MPMEs.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *