Fórmula Indy – Categoria em busca de mais um fornecedor de motor.

A IndyCar volta a procurar uma fornecedora de motores para a categoria, que mais uma vez se uniria a Chevrolet e Honda.

 

Desde o fim da temporada 2017, encerrada em setembro com a etapa de Sonoma, o presidente de competições da categoria, Jay Frye tem visitado diferentes marcas e acredita-se que uma viagem para conhecer alguns fabricantes europeus também fez parte do processo.

“Desde a conclusão da temporada, organizamos encontros com algumas perspectivas e tivemos algumas reuniões de acompanhamento com os fabricantes com os quais nos encontramos antes. A boa notícia é que eles estão prestando atenção ao que estamos fazendo e têm muita curiosidade no que estamos fazendo”, disse Frye em entrevista à revista norte-americana Racer.

Um terceiro fornecedor proporcionaria um alívio significativo aos fabricantes de motores da IndyCar e às equipes, que enfrentam problemas com os custos incorridos pela Chevy e Honda para equipar até metade do campo. A remoção dos kits aerodinâmicos personalizados, que também eram muito caros, também atraiu, de acordo com Frye, mais marcas.

 

“É ótimo ver, e você pode contar quando nos encontramos com os grupos que estão seguindo o que estamos fazendo no lado aero com o kit aerodinâmico universal, e isso despertou o interesse no que eles podem fazer com os motores”.

“Isso significa que todos eles vão se inscrever amanhã? Não. Mas significa que continuamos a ter excelentes conversas, e mais estão chegando a nós para saber sobre onde estamos indo, para que finalmente possamos ter um terceiro fabricante na categoria”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *