Fórmula 3 Brasil começa no próximo sábado.

A Fórmula 3 Brasil inicia sua temporada 2015 no próximo sábado (7), com a realização da primeira das oito etapas do ano, marcada para o Autódromo Internacional de Curitiba, na cidade de Pinhais (PR). O torneio, que passou a ser nacional na última temporada, voltou a ser interessante aos pilotos brasileiros e é tido por chefes de equipe e promotores como um dos melhores campeonatos de formação do mundo.

Rogério Raucci, chefe da RR Racing, acredita que a revitalização iniciada em 2014 fez com que a Fórmula 3 Brasil torna-se mais interessante para os pilotos. “Depois que a CBA, Vicar e equipes se reuniram, a Fórmula 3 Brasil cresceu muito e hoje é uma grande opção para o jovem que sai do kart e quer se preparar para uma carreira fora do país. O nosso carro dá muita experiência ao piloto”, comenta.

Segundo Raucci, uma das vantagens do piloto seguir atuando no automobilismo brasileiro é a não necessidade do atleta ter de se adaptar a vida no exterior. “Alguns coachs levam o piloto muito cedo para a Europa, mas o jovem, que precisa se acostumar com o campeonato, muitas vezes sente falta da família, da vida no Brasil… É um trabalho doloroso que na maioria das vezes pode não surtir efeito”, reflete o chefe de equipe.

A opinião do líder da RR Racing é compartilhada por Augusto Cesário, chefe da Cesário Fórmula. “Muitos coachs preferem levar o piloto para a Europa alegando ser algo melhor para a carreira do piloto, mas nossa categoria tem aspectos muito positivos em relação as outras divisões da Fórmula 3. Creio que, com algumas temporadas aqui, um piloto que atua no Brasil pode tranquilamente fazer frente aos pilotos europeus”, diz Cesário.

Justamente para ter mais experiência e, desta forma, chegar melhor preparado ao automobilismo europeu, Pedro Piquet optou por seguir no campeonato nacional neste ano. “Fico Fórmula 3 Brasil neste ano pois preciso de mais experiência com o carro. Meu próximo passo será a F3 Europeia, e para poder chegar lá e andar entre os primeiros, eu preciso ganhar mais quilometragem”, comenta o piloto da Cesário Fórmula em 2015.

“Ano passado percebi que a cada corrida eu estava melhor, e agora não será diferente. Quero melhorar a cada prova, andando mais constantemente no limite, pois é disso que precisarei na Europa”, conclui o piloto, que obteve o título em 2014 de forma dominante, ao vencer 12 das 16 corridas disputadas.

As atividades no Autódromo Internacional de Curitiba serão iniciadas no sábado, quando acontecem dois treinos livres, a tomada de tempos e a primeira corrida do final de semana. O domingo terá o encerramento da etapa, com a realização da bateria de encerramento da rodada dupla.

Programação de pista em Curitiba
Sábado, 7 de fevereiro
09h00 – 10h30 – 1o Treino Livre F3
12h00 – 12h45 – 2o Treino Livre F3
14h10 – 14h30 – Classificação F3
16h25 – Largada F3 Brasil (30 minutos de prova + 1 volta)

Domingo, 8 de fevereiro
11h55 – Largada F3 Brasil (30 minutos de prova + 1 volta)

Imagem – Crédito – Luca Bassani

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *