FIA WEC: Ford escapa a penalização no Balance of Performance.

Tanto a Ford como a Ferrari  conseguiram fugir a qualquer restrição no Balance of Performance (BoP) dos seus carros para a próxima rodada do Campeonato Mundial de Endurance (WEC), as 6 Horas de Nürburgring, no dia 24 de julho, apesar de as duas insígnias terem dominados os eventos até agora decorridos na classe GTE Pro, a mais importante das categorias de GT.

O Ferrari 488 oficial da AF Corse venceu as duas rodadas inaugurais do campeonato em Silverstone e Spa, ao passo que o Ford GT conseguiu superar o carro italiano nas 24 Horas de Le Mans, repetindo o feito ocorrido há cinquenta anos. Mas onde as críticas da Porsche e da Chevrolet se fizeram sentir.

A manutenção do BoP no WEC acaba por ser particularmente surpreendente no caso da Ford tal o domínio evidenciado em Le Mans, até porque no IMSA o carro americano recebeu uma penalização de 15 kg, e uma redução da pressão do turbo e da capacidade do tanque de combustível. Tudo antes da corrida do fim-de-semana anterior no Canadá, prova que ainda no oval onde o carro azul acabaria por vencer.

De regresso ao WEC, na verdade tanto a Ford como a Ferrari acabaram por ser penalizadas de outra forma, já que os rivais da categoria, Porsche e Aston Martin, foram beneficiados com o intuito de aproximar a concorrência. O 911 RSR está agora mais leve em 15 kg e conta com um restritor maior em 0,2mm, enquanto o Vantage tem um aumento ainda maior de 0,4mm.

Na categoria GTE-Am, o restritor do Aston foi reduzido em 0,3mm, o Porsche recebeu uma redução do peso em 10 kg e o Ferrari está agora mais pesado em 15 kg.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *