FIA WEC: Ford e Ferrari fora das discussões sobre os novos regulamentos.

A discussões sobre o futuro do WEC com a introdução dos “Hypercarros” continuam mas à mesa estão menos marcas do que o inicialmente previsto e do que era desejável, o que poderá não ser um sinal positivo, pelo menos para já.

 

Até agora apenas a Toyota e a Aston Martin revelaram um interesse genuíno pela nova formula apresentada, com a presença também da Oreca. da Onroak Automotive, da Gibson  e da McLaren. Foram vários os convites endereçados às marcas para estarem presentes mas o interesse não parece ser o ideal.

 

Por outro lado a Ford e a Ferrari deixaram de estar presentes nas reuniões. No caso da marca italiana a ausência está relacionada com o BoP atribuído para as 24h de Le Mans que não agradou e retirou competitividade aos carros da marca nessa prova. A Ford esta preparando um programa novo, com a criação de um DPi, mas para já espera pelas decisões tomadas pela FIA e pelo ACO que deverão apresentar os novos regulamentos até ao final do ano. O que a Ford pretende é que seja feita uma plataforma comum entre o ACO e o IMSA para que o mesmo programa permita correr nas duas competições e estes rumores poderão servir também para colocar pressão no ACO para encontrar um entendimento com os americanos. A presença nas reuniões não é obrigatória e a Ford já disse que está acompanhando o processo à distância.

 

As discussões tem decorrido de forma favorável mas o presidente do IMSA, Scott Atherton, não está ainda agradado com o valor do orçamento para os hipercarros (à volta de 25 milhões de euros) o que é um valor superior ao que se gasta com os DPi.

 

Existem assim muitas pormenores ainda a serem discutidos mas o ACO e a FIA terão de trabalhar bem para convencer mais marcas, o que até agora não parece ser o caso. É que do outro lado do atlântico há um campeonato competitivo, barato, e que as equipes e os pilotos gostam muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *