Comunicado da Confederação Brasileira de Automobilismo.

No dia 16/08 publicamos uma matéria, sobre um escândalo na Confederação Brasileira de Automobilismo, intitulado “Escândalo no Automobilismo”. Nesta matéria apresentamos as informações que foram publicadas e veiculadas pela revista “Isto É”, e como a prática do bom jornalismo manda e determina, disponibilizamos esta matéria para que a CBA possa apresentar um direito de resposta e um comunicado a todos os amantes e fanáticos pelo automobilismo nacional; afim de que sejam apuradas as verdadeiras informações.

Segue o Comunicado Oficial

A Confederação Brasileira de Automobilismo vem a público confirmar e ratificar que todas as contas de sua atual Diretoria (2009/2013) receberam parecer favorável do Conselho Fiscal, foram aprovadas pela Assembleia Geral, sendo que a dos três últimos exercícios foram auditadas por empresa independente de auditoria e colocadas à disposição de todos os interessados no síte da entidade (www.cba.org.br).

A Confederação Brasileira de Automobilismo esclarece que os membros da sua Diretoria não são remunerados e que efetua pagamentos, apenas, a empregados e prestadores de serviço, na forma da lei.

A Confederação Brasileira de Automobilismo informa, ainda, que os seus poderes, a Diretoria, a Assembleia Geral e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva são constituídos na forma da lei, sendo que o STJD do Automobilismo é constituído por membros indicados pela Ordem dos Advogados do Brasil, pelos pilotos, pelos Comissários Técnicos e Desportivos (árbitros) e pela própria Confederação, conforme disposto na Lei 9615/88.

A Confederação Brasileira de Automobilismo esclarece que não está sob investigação de qualquer órgão público e que a denúncia feita perante o Ministério Público Federal por ex-dirigentes, afastados do convívio associativo em virtude de comportamento, no mínimo, incompatível com a ética desportiva, recebeu parecer pelo seu arquivamento, estando o procedimento em trâmites burocráticos para tal finalidade.

A Confederação Brasileira de Automobilismo, por derradeiro, informa que está estudando medidas judiciais contra seus detratores, inclusive, em face daqueles que, manipulando fatos sem apurar a verdade, dão eco às denúncias contra esta Confederação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *