European Le Mans Series – Filipe Albuquerque vence 4 Horas de Red Bull Ring.

Filipe Albuquerque venceu as 4 Horas de Red Bull Ring, alcançado a sua segunda vitória no European Le Mans Series. O piloto português foi obrigado a defender com ‘unhas e dentes’ a sua liderança nas últimas voltas da prova, perante a rápida recuperação de Leo Roussel, cujo Oreca 07 Gibson da G-Drive era o carro mais rápido em pista na última fase da corrida.

Antes de escrevermos sobre como foi a prova na Áustria, a seguir apresentamos a prova na íntegra, para que vocês internautas possam ver detalhes do que aconteceu nesta tarde.

Roussel, que tinha garantido a ‘pole-position’, conseguiu rapidamente alcançar Albuquerque, mas já não conseguiu ultrapassar o Ligier JSP217 # 32 da United Autosports, que o piloto português dividiu com Will Owen e Hugo de Sadeleer.

A sorte de Albuquerque e dos seus companheiros de equipa foi definida pela paragem tardia nas boxes para reabastecer o Ligier quando faltavam 18 minutos para prova terminar, que permitiu ao piloto português sair para a pista com 12 segundos de vantagem sobre Roussel, que tinha feito o seu último ‘pit-stop’ umas voltas antes.

A liderança da prova mudou de ‘mãos’ várias vezes entre a United Autosports, a G-Drive e a SMP Racing, cujo Dallara P217 Gibson viria a terminar na terceira posição, guiado por Enzo Guibbert na fase final da corrida, à frente do outro protótipo da equipa franco russa, tripulado por Richard Bradley. Um contraste com a DragonSpeed, que foi a mais rápida nos treinos livres mas cuja prova terminou quando Henrik Hedman parou o Oreca # 21 na pista.

Numa prova que teve apenas uma neutralização, a uma hora do fim, a United Autosports teve um dia em grande, já que também venceu a categoria LMP3, através do Ligier JSP3 # 2, guiado por John Falb e Sean Rayhall, que se impôs diante da Eurointernational, cujo Ligier ultrapassou os limites da pista e sofreu uma penalização de ‘drive-through’ nos últimos cinco minutos de corrida. Esta é a segunda vez que a United Autosports vence simultaneamente uma prova do ELMS tanto em LMP2 como em LMP3.

Na categoria GTE a discussão pela vitória foi renhida e entre três Ferrari 488, levando a melhor Matt Griffin, Duncan Cameron e Aaron Scott no carro da Spirit of Race, que bateu por 40 segundos o da JMW Motorsport, sendo o último lugar do pódio para o ‘intruso’ Aston Martin da TF Sport, depois de uma ponta final em que Nicki Thiim foi melhor do que Giorgio Roda, no segundo carro da Spirit of Race.

Classificação final

1º Albuquerque/Owen/De Sadeleer (Ligier JSP217-Gibson) 169 voltas
2º Roussel/Rojas/Minassian (Oreca 07-Gibson) + 4,554s
3º Guibbert/Trouillet/Petit (Oreca 07-Gibson) + 1 volta
4º Bradley/Allen/Yacaman (Oreca 07-Gibson) + 1 volta
5º Isaakyan/Orudzhev (Dallara P217-Gibson) + 2 voltas
6º Berhon/Barthez/Buret (Ligier JSP217-Gibson) + 2 voltas
7º Lammers/Van Eerd (Dallara P217-Gibson) + 4 voltas
8º Fjordbach/Andersson (Dallara P217-Gibson) + 10 voltas
9º Falb/Rayhall (Ligier JSP3-Nissan) + 12 voltas
10º Mondini/Uboldi (Logier JSP3-Nissan) + 12 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *