Toyota Racing Series termina neste final de semana.

Neste final de semana (12 a 14/2) 20 pilotos de 14 países diferentes vão participar da quinta e última rodada tripla do Toyota Racing Series, no circuito Manfeild, perto de Feilding, em Manawatu, Nova Zelândia. E três são brasileiros, que estão aproveitando as 15 corridas neste torneio de verão para ampliar sua experiência em um curto prazo – cinco semanas -, para depois seguirem para as suas respectivas temporadas na Europa.

O mais experiente é o bicampeão brasileiro de Fórmula 3 Pedro Piquet, que ainda tem chances matemáticas de ser campeão do torneio, mas necessita ganhar pelo menos duas das três corridas e torcer para Lando Norris, que é o líder, não subir no pódio em nenhuma das três provas. Mas se o mirrado inglês de 16 anos vencer uma das etapas já comemorará o título.

Os primos Baptistas têm experiências diversas. Bruno foi campeão sul-americano de Fórmula 4 em 2014, e no ano passado participou de várias provas de Fórmula Renault, nos três principais certames da Europa. Já Rodrigo estreou em 2015, vencendo corridas tanto na Fórmula 3 Brasil, quanto na Copa Petrobras de Marcas e Pilotos.

“Estou aprendendo e evoluindo. E não é apenas conhecendo cinco novas pistas, mas um carro novo, menos potente e com pneus com menos grip do que eu estava acostumado, mas muito eficiente na aerodinâmica e na engenharia. E estou trabalhando com um engenheiro muito bom, com quem estou aprendendo muito. Independente de resultado está sendo um aprendizado fantástico”, comentou o novato Rodrigo Baptista (HTPro Nutrition), que não completou nenhuma das três últimas corridas.

“O meu objetivo aqui será chegar entre os 10 primeiros, por ser um campeonato muito competitivo. Na rodada passada cheguei a ser segundo, quinto, nos treinos livres, mas na classificação o meu carro saia muito de frente e não consegui encaixar nenhuma volta boa e por isto larguei atrás e fique no meio das confusões e batidas da primeira volta”, explicou o paulista de 19 anos de idade. “Mas mesmo assim, o que eu mais quero é conseguir terminar as corridas e com isso ganhar mais quilometragem e experiência”.

O circuito de Manfeild tem 3,03 km, no sentido horário, tem sete curvas inclinadas que levam a três longas retas, com freadas fortes ao seu final, mas com velocidade dosada na curva seguinte para alcançar boa média. Oferece vários pontos de ultrapassagens e, por ser plano, possibilita total visibilidade ao público. “O circuito é bem legal e rápido, gostei muito”, aponta o piloto apoiado pela HTPro Nutrition. A 15ª e última etapa, que acontecerá no domingo será de longa duração, com 35 voltas e duração de cerca de 50 minutos. “Nesta corrida poderei usar um pouco da minha experiência do Brasil, em administrar os pneus e o ritmo de corrida”, finaliza Rodrigo.

O Toyota Racing Series é disputado por 20 pilotos de 14 países. Utiliza monopostos com chassi do Fórmula 3 italiano Tatuus, com motor Toyota de 1.800 cc, produzindo 215 hp de potência, câmbio sequencial de seis marchas e pneus Michelin. Os motores e sistemas de gerenciamento de computador são selados, e os 19 pilotos estão divididos em apenas quatro equipes, o que provoca um equilíbrio e competitividade muito grandes.

Horários (Brasília) do fim de semana em Manfeild:

Quinta – 11/2
19h22 – Treino Livre – 30 minutos
22h30 – Treino Livre – 30 minutos
23h48 – Treino Livre – 30 minutos

Sexta-feira – 12/2
19h36 – Classificação Corrida 10 – 15 minutos
19h56 – Classificação Corrida 12 – 15 minutos

Sábado – 13/2
00h06 – Corrida 13 – 15 voltas
19h24 – Corrida 14 – 15 voltas

Domingo – 14/2
01h08 – Corrida 35 – 20 voltas

Acompanhe os tempos pelo website : http://www.race-monitor.com

Acompanhe a Toyota Racing Series pelo website: http://www.toyota.co.nz/racing/toyota-racing-series

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *