Porsche 911 RSR de 1993 vai a leilão: não andou mais de 10 km.

É certamente incrível ter a sensação de guardar na garagem um Porsche 911 RSR de 1993. É certamente estranho nunca usar e deixá-lo lá desde então, parado. Pode parecer piada, mas aconteceu.

A história bem podia começar por “era uma vez”. Este é um modelo muito raro da marca alemã, dado que só foram construídos 51 exemplares. O modelo foi encomendado na época, direcionado para a pista e com vários toques de personalização. O primeiro proprietário deste Carrera RSR o adquiriu com uma combinação de cores originais: Polar Silver Metallic na carroceria, com rodas de liga leves roxas, pinças de travão douradas e um interior revestido em vermelho, todo em pele, dos bancos ao arco de proteção. A contrastar no interior, encontra-se o painel de instrumentos que assenta numa placa em pele cinza. O modelo veste um carroceria alargada da versão turbo e equipa um motor 3.8 litros aspirado que possui 350 cv – apesar de hoje se falar que a potência real deverá rondar os 375 cv – e está acoplado a uma caixa de câmbio manual de cinco velocidades.

O mais espantoso é que o carro tem apenas 10 km rodados, cenário que irá provavelmente ser bem diferente quando mudar de mãos no leilão da RM Sotheby’s, na Villa Erba, no Lago Como, na Itália. Para isso, ‘bastam’ 2 a 2.2 milhões de euros… de base de licitação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *