Mercado Nacional – GM fecha acordo com funcionários sobre a planta de São José dos Campos.

A General Motors fechou, na última quinta-feira (7), um acordo com o sindicato e os funcionários da fábrica de São José dos Campos (SP) para produzir no local a nova geração da Chevrolet S10 e um SUV derivado da picape.

De acordo com o site Automotive Business, após duas semanas e seis reuniões com representantes da empresa e dos trabalhadores, os cerca de 4 mil funcionários da unidade aceitaram as dez medidas propostas pela GM para viabilizar um investimento de R$ 5 bilhões na fábrica para a produção dos novos modelos.

Antes das tratativas, a empresa havia sugerido um pacote de 28 propostas. Durante a negociação, a GM desistiu de aumentar a jornada de 40 para 44 horas semanais e adotar a terceirização irrestrita na fábrica. Por outro lado, os funcionários aceitaram descontos em bônus e reduzir o piso salarial para afastar o risco de fechamento da fábrica diante da reestruturação global que a empresa vem aplicando nos últimos anos (veja abaixo a lista completa das propostas aprovadas).

NEGOCIAÇÕES EM ANDAMENTO
Desde o mês passado a GM vem negociando cortes de custos de suas operações no Brasil para, segundo a empresa, viabilizar investimentos de R$ 10 bilhões entre 2020 e 2024. As negociações com os sindicatos das fábricas paulistas de São Caetano do Sul e São José dos Campos e da gaúcha Gravataí tiveram início após o comunicado enviado pelo presidente da GM Mercosul, Carlos Zarlenga, informar que a companhia vem acumulando prejuízos de cerca de R$ 1 bilhão nos últimos três anos na região.

Em Gravataí (RS), a GM retirou as exigências e adiou as negociações para o ano que vem após os trabalhadores paralisarem as atividades da fábrica em rejeição às propostas que anulariam o acordo em vigor firmado em 2017 para valer até 2020. A unidade onde são feitos os compactos Onix e Prisma é a mais lucrativa da América do Sul, além de estar prestes a iniciar, a partir de julho, a produção da nova geração dos modelos mais vendidos da Chevrolet na região.

Na fábrica de São Caetano do Sul, os funcionários também tinham acordo com a empresa até 2020, semelhante ao dos trabalhadores de Gravataí. De acordo com o Automotive Business, o sindicato dos metalúrgicos da cidade do Grande ABC ainda não divulgou informações sobre o andamento das negociações com a GM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *