Mercado Internacional – Modelos BMW serão inteligentes, mas condução autônoma total está muito distante.

A BMW revelou algumas informações sobre o seu plano para desenvolver automóveis mais inteligentes, mas autonomia total ainda está muito distante, afirma Peter Schwarzenbauer, membro do Conselho de Administração da empresa alemã.

 

Schwarzenbauer afirmou que os futuros BMW estarão conectados a uma ampla rede através da qual partilharão informação em tempo real, o que promoverá uma condução mais segura e eficiente. Informou ainda que exibirão autonomia de nível 3 (o veículo assume o comando em certas circunstâncias, como engarrafamentos de trânsito, mas o condutor tem de estar preparado para assumir o controle) e é da opinião que a sociedade não está mentalizada para aceitar automóveis totalmente autônomos.

 

“Não acredito que as pessoas estejam dispostas a confiar as suas vidas a uma máquina. Evoluiremos passo a passo. Nível 3 é provavelmente aceitável, mas algo que vá mais além demorará muito tempo,” disse Schwarzenbauer, responsável pelas marcas Mini e Rolls-Royce.

 

A BMW aposta na informação detalhada em tempo real capaz de influenciar comportamentos e decisões do condutor, espera que esta tecnologia seja cada vez mais apelativa. Uma quantidade significativa de informação é gerada em tempo real através das câmaras e sensores que equipam os BMW conectados à cloud, o que permite reunir e processar informação detalhada sobre o tempo, condições da estrada e trânsito.

 

Atualmente, cerca de 250 milhões de “entradas” diárias são geradas pelos 700.000 modelos BMW conectados que circulam pelas estradas. A informação é recolhida e tornada anônima pelos servidores da montadora alemã e posteriormente enviada da cloud para outros veículos conectados.

 

Informação suplementar é adicionada por modelos Mercedes e Audi semelhantemente conectados. Estão todos ligados a uma plataforma aberta detida pelos três fabricantes alemães. Quando o mercado estiver preparado para a condução autônoma, esta incomparável capacidade de gerar informação em tempo real poderá ser uma grande vantagem competitiva.

 

Os engenheiros da BMW afirmam que os seus modelos conectados serão significativamente mais seguros graças ao nível de informação sobre as condições da estrada por percorrer. Esta funcionalidade já é suportada por 2 milhões de veículos, um número que aumentará exponencialmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *