Mercado Internacional – McLaren revela o seu roadster mais radical, o Elva.

Este é o McLaren Elva, o mais recente produto da marca de Woking e que pertence à gama “Ultimate Series” sendo o primeiro carro aberto da McLaren, bem como o mais leve.

O carro está equipado com o V8 de 4.0 litros da McLaren a debitar 815 CV e 800 Nm de binário, tem uma caixa de dupla embreagem com sete velocidades e a casa britânica reclama para o Eva menos de 3 segundos dos 0-100 km/h e 6,7 segundos dos 0-200 km/h. Ou seja, o Elva é mais rápido que o McLaren Senna.

 

O Elva foi criado pela McLaren para celebrar os modelos clássicos de competição como o M1A, o M1B e o M1C, todos dos anos 60 e que eram versões competição-cliente dos carros de Grupo 7 da McLaren. Serão produzidos, apenas, 399 unidades do Elva com um preço de 1.690.000 dólares.

O carro não em para brisas, mas conta com uma aerodinâmica inteligente que dispensa a utilização de capacetes e a McLaren pode montar um pequeno para brisas se o cliente quiser. O sistema AAMS (Active Air Management System) apanha o ar na frente do carro, envia-o por tuneis cuja saída e feita á frente dos ocupantes, criado uma espécie de escudo virtual ou, como a McLaren chama, “uma bolha de tranquilidade”. Ara Andy Palmer, responsável pela gama Ultimate Series.

“O McLaren Elva é um verdadeiro roadster radical, pois existe apenas para o mais puro prazer de condução, para oferecer sensações inesquecíveis e uma experiência de condução imersiva, com tudo ligado desde o carro ao condutor e a todos os elementos.” Os primeiros carros serão entregues no final de 2020.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *