Mercado Internacional – Lexus vê o futuro autônomo e elétrico

O novo CEO da Lexus, Koji Sato, que passou os últimos quatro anos como responsável da engenharia do grupo Toyota, cargo que manterá, tem uma visão arrojada do futuro da marca de luxo da Toyota.

 

Em entrevista ao Automotive News Europe, o japonês encara o desafio que todas as marcas enfrentam sobre a eletrificação e a conectividade, encaminhando a marca para esse caminho, tendo a felicidade de ter meio caminho andado devido à aposta nos híbridos, ocorrida a muitos anos.

Para 2030, a Lexus “permanecerá fiel ao seu ADN exposto no primeiro LS: silencioso, confortável e muito bem construído. Porém, nos dias que correm, o consumidor quer ter uma melhor experiência e por isso teremos de oferecer mais emocional valor emocional, algo que não se consegue medir.” Para Koji Sato, o “CASE (conectado, autônomo, compartilhado e elétrico) tem um enorme impacto em toda a indústria automotiva, não apenas na Lexus. Mas queremos nos manter únicos e nunca perder a nossa direção e o foco em não nos transformarmos numa empresa de serviços.”

A extensa entrevista deixou claro que a Lexus vai encaminhar para um futuro autônomo e elétrico, mas não exclusivamente elétrica ou virada apenas para os serviços. Ou seja, manter a Lexus como marca Premium e com várias opções. Sendo que Koji Sato deixa claro que a condução autônoma terá de ser humanizada pois “o que sucederá se o carro abordar uma curva a alta velocidade e as pessoas não tiverem absoluta certeza naquilo que os computadores estão fazendo? Temos de humanizar mais o sistema.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *