Mercado Europeu – Porsche 911 Speedster com 510 CV e preço a partir de 328.059€.

Só por aqui se percebe que este carro, limitado a 1948 unidades, exatamente a cifra do ano de produção do 356 Speedster, tem caráter esportivo, utilizando o excelente motor 4.0 litros “boxer” de seis cilindros com 510 CV!

A peça que destaca este modelo, fora o motor e das capacidades em termos de performances, é a tampa que esconde a capota e as duas bolhas que são característica ímpar desde o 911 Speedster de 1988. A Porsche informa que esta tampa feita em plástico reforçado com fibra de carbono, é a maior e mais complexa feita pela casa de Zuffenhausen, num modelo homologado para a estrada. Esses dois elementos em bolha criam o espaço para esconder a capota e o sistema anti-capotamento semelhante ao do 911 Cabrio.

O rebaixamento do para brisas e da capota, dá um aspeto mais musculado ao 911 e está em linha com aquilo que a Porsche fez me outros modelos Speedster como o 356 de 1954. A capota é aberta e fechada facilmente: um gancho central no aro do para brisas e trincos de ambos os lados da capota, soltam-se com o premir de um botão. Ato contínuo, a tampa em carbono é desbloqueada eletricamente e desliza ligeiramente para trás, sendo depois posicionada á mão recolhendo em forma de Z para trás dos bancos. A cobertura pode ser fechada facilmente. Para fechar, o processo é o inverso, apenas os ganchos têm de ser pressionados manualmente para ficarem encaixados devidamente.

A Porsche utilizou a fibra de carbono no capô dianteiro (mais leve que o do 911 GT3) e nos guarda lamas dianteiros, iguais aos do 911 R. O para choques dianteiro é o do 911 GT3, mas o “spliter” dianteiro é diferente e tem outra definição aerodinâmica. Os retrovisores SportDesign são exclusivos do Speedster e na traseira, o spoiler é extensível.

No interior, o tema é igual ao dos outros, com detalhes como os encostos de cabeça, as soleiras das portas em carbono e o conta rotações, a exibirem o logótipo Speedster. Os bancos esportivos têm a coque em fibra de carbono, o mesmo material usado na alavanca da caixa de velocidades manual e nos apoios de braços. O fundo preto dos instrumentos com ponteiros brancos e dígitos verdes, lembram o modelo original o 356 Speedster.

Há um Pacote Heritage Designe, que custa 22.361 euros. O que oferece? O interior em preto e “Cognac” com detalhes em dourado, pintura especial em branco com lanças para o painel dianteiro e guarda lamas dianteiro, aplicada sobre a pintura Prata GT metalizado, decalques históricos esportivos dos anos 40 para as portas e capô dianteiro. O cliente pode escolher os números que quiser colocar no carro, sendo que o escudo e os logótipos da Porsche são os usados nos anos 50 e 60 do século passado.

Como referimos, o motor é o “boxer” de seis cilindros com 4.0 litros e 510 CV, 470 Nm de binário, num motor que pode chegar ás 9000 rpm. A aceleração 0-100 km/h é de 4,0 segundos e a velocidade máxima 310 km/h. Com dois filtros de partículas gasolina, o motor cumpre o protocolo Euro6d Temp. O 911 Speedster terá apenas caixa manual de seis velocidades com sistema “ponta tacão” automático.

O eixo traseiro direcional e os apoios de motor dinâmicos são os mesmos do 911 GT3 e 911 R, o Porsche Torque Vectoring (PTV), o Porsche Stability Management (PSM) e o Porsche Active Suspension Management (PASM) são de série, tendo o chassi do Speedster sido rebaixado 25 mm. As rodas são de 20 polegadas com aperto central e por dentro estão os freios Porsche Ceramic Composite Brake (PCCB) ventilados e perfurados.

O carro, em Portugal, custa 328.059 euros e a Porsche Design Timepieces produziu uns cronógrafos especiais para o 911 Speedster, igualmente limitados 1948 unidades. O Porsche Design 911 Speedster Cronograph e o 911 Speedster Heritage Design Cronograph, podem ser encomendados nos Centros Porsche, exclusivamente, pelos compradores do Speedster, com um preço por unidade de 9.950 euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *