Iveco inaugura Campo de Provas com foco na excelência dos produtos.

Situado no complexo industrial da marca, em Sete Lagoas (MG), local é resultado concreto do pacote de investimentos de R$ 650 milhões anunciado pela fabricante no Brasil.

Uma das mais completas estruturas do Brasil para testes em veículos comerciais e de defesa já está em funcionamento em Minas Gerais, mais precisamente em Sete Lagoas, no complexo Industrial da Iveco. A marca inaugura seu Campo de Provas, adicionando nas suas dependências mais um valioso instrumento para assegurar a qualidade final para os clientes de todas as linhas de produtos fabricadas no local.

 

“Nosso objetivo é tornar ainda melhor o processo final de validação dos produtos, desde a linha de veículos leves até o blindado Guarani, com a realização de aproximadamente três mil testes anuais, que comprovam qualidades como a durabilidade e a robustez dos veículos que oferecemos aos nossos clientes”, diz Marco Borba, vice-presidente da Iveco para a América Latina.

 

Ao todo, foram investidos R$ 24 milhões para o projeto se tornar realidade. O valor integra o montante de R$ 650 milhões anunciado recentemente pela Iveco em um grande projeto de incremento de competitividade. Os recursos serão aplicados até 2016, em frentes como a nacionalização dos componentes, aprimoramentos de processos industriais e sistemas de qualidade, pesquisa, desenvolvimento e inovação.

 

“De tão completa, a estrutura será também utilizada para a validação de produtos comercializados pela Iveco em outros países da América Latina. Tudo isso prova que os investimentos já são uma realidade concreta em nosso complexo industrial”, completa Borba.

 

Construção

 

O Campo de Provas é uma ambição antiga da Iveco, que começou a despontar como projeto em 2011. A ideia era trazer para “dentro de casa” as avaliações nos modelos da marca testadas em pistas particulares, contratadas para esse fim específico. “A construção do Campo de Provas significa, entre outros benefícios, economia de tempo e recursos para a Iveco, além de impor ainda mais qualidade e confiabilidade total aos procedimentos de validação”, analisa Darwin Viegas, diretor de Desenvolvimento do Produto para a América Latina e responsável pela obra.

 

A estrutura começou a tomar forma gradativamente. Em primeiro lugar, veio a pista de durabilidade acelerada, utilizada para analisar e evitar danos em componentes e na estrutura dos veículos. O passo seguinte foi ativar o anel de alta velocidade, a pista para teste de ruídos e o circuito planejado para testar veículos comerciais e as linhas de transporte de passageiros Daily Minibus, Iveco CityClass e o chassi 170S28. Paralelamente foi erguida também, no mesmo espaço, a área de testes específica para o Guarani.

 

De acordo com Viegas, esse circuito “full liner” se equipara a demais estruturas do mesmo gênero que a marca mantém na Alemanha e na Itália. “Ao longo do tempo, nosso plano é somar novas formas de testar os veículos nesse mesmo espaço. O Campo de Provas reflete a filosofia da Iveco de jamais parar de investir e evoluir em nome da excelência dos nossos produtos”, afirma o diretor.

 

O zelo com o meio ambiente foi uma preocupação constante do projeto. A Iveco obteve o aval do Ibama para a construção do Campo de Provas e, como contrapartida, realizou o plantio de 25 mudas de Pequi, espécie nativa da região, para cada árvore retirada do terreno. Além disso, o Instituto realocou para regiões vizinhas ninhos de aves que habitavam o local.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *