Honda reduz em mais de 7 mil toneladas as emissões de CO2 da sua fábrica de automóveis.

Há um ano, a Honda dava mais um grande passo na sua trajetória de empresa referência em gestão ambiental. Em 26 de novembro de 2014, era inaugurado o primeiro parque eólico da Honda Energy do Brasil, pioneiro no setor automotivo nacional e no grupo Honda no mundo. Localizado em Xangri-Lá, no Rio Grande do Sul, o empreendimento já gerou mais de 60.000 MW e permitiu a redução de 7.475 mil toneladas de CO2 emitidas no meio ambiente, o que representa 30% do total gerado pela fábrica da Honda Automóveis localizada em Sumaré, interior de São Paulo.

 

A expectativa é de resultados ainda melhores para os próximos anos com a previsão de maior favorabilidade dos ventos. “Esse é nosso primeiro parque eólico no mundo e tem sido um aprendizado diário. Os resultados desse primeiro ciclo foram dentro do esperado, os equipamentos estão funcionando a todo vapor e estamos orgulhosos de ver os nossos automóveis serem produzidos a partir do uso de energia 100% limpa e renovável”, comenta Carlos Eigi, presidente da Honda Energy do Brasil.

 

Parque eólico da Honda é referência mundial

 

Desde que a construção do parque eólico foi iniciada, em outubro de 2013, a Honda fez investimentos na ordem de R$ 100 milhões para a implementação total do projeto. Desde 26 de novembro de 2014, a unidade produz energia suficiente para atender toda a demanda de energia elétrica da fábrica da Honda Automóveis em Sumaré, que tem capacidade produtiva anual de 120 mil carros.

 

No último mês de outubro, o parque eólico registrou o melhor desempenho desde a sua inauguração. Ao todo, foram gerados 8.627 MW de energia limpa no período. O resultado, além de atender toda a demanda de energia elétrica da fábrica de automóveis de Sumaré, que opera na capacidade máxima, também gerou energia excedente que foi vendida para o mercado livre.

 

Os equipamentos da Honda Energy são um dos maiores do Brasil. As nove torres, com capacidade individual de 3MW, têm 94 metros de altura e o ponto mais alto do conjunto alcança 150 metros. As 27 pás, por sua vez, possuem 55 metros e 15 toneladas cada.

 

O parque eólico da fabricante japonesa ainda é o único do setor automotivo nacional a obter o Certificado de Energia Renovável cedido pela ABEEólica (Associação Brasileira de Energia Eólica) e pela Abragel (Associação Brasileira de Geração de Energia Limpa).

 

 

Sobre o grupo Honda no Brasil – Presente no País desde 1971, quando começou a importar, e em seguida a produzir motocicletas em Manaus (AM), a Moto Honda da Amazônia Ltda. é atualmente a maior fabricante de motos do Brasil, com mais de 20 milhões de unidades produzidas.  Desde 2001, a empresa produz, também em Manaus, modelos de motores estacionários, além de comercializar geradores, motobombas, roçadeiras e pulverizadores costais importados de outras unidades da marca no mundo. Um ano depois iniciou a fabricação de quadriciclos na unidade. Em 1992, com a criação da Honda Automóveis do Brasil Ltda., a empresa entrou no competitivo mercado automobilístico brasileiro por meio de importações e, a partir de 1997, com a produção nacional de automóveis no município de Sumaré (SP). Em 2013, anunciou sua segunda planta de automóveis, em Itirapina, interior de São Paulo. Em uma iniciativa inédita no segmento automotivo no País, a empresa iniciou, no mesmo ano, a construção do seu primeiro parque eólico na cidade de Xangri-Lá, no Rio Grande do Sul, inaugurado em novembro de 2014.  Para administrar as operações do parque, que supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, foi criada a Honda Energy do Brasil. No País, também faz parte do grupo a Honda Serviços Financeiros, que reúne o Consórcio Nacional Honda, a corretora Seguros Honda, a Leasing Honda e o Banco Honda. Presentes na rede autorizada de todo o Brasil, o serviços oferecidos facilitam o acesso dos clientes aos produtos da marca. Em 2015 a Honda Aircraft Company, subsidiária da Honda Motor Co. anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para a América do Sul, sendo o Brasil o representante regional. Mais informações no www.honda.com.br e www.facebook.com/HondaBR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *