Honda inicia as vendas do novo Clarity Fuel Cell no Japão.

A Honda Motor Co. inicia esta semana, no Japão, as vendas do Clarity Fuel Cell, seu novo carro movido a célula de combustível (FCV). Com o modelo, a marca busca popularizar a utilização desse tipo de veículo, oferecendo o alto nível de praticidade de um automóvel e o apelo de um carro que está à frente de seu tempo. O Clarity Fuel Cell é o primeiro sedan para cinco passageiros tipo FCV do mundo a ser equipado com um compacto powertrain totalmente abrigado sob o capô, desenvolvido com tecnologias Honda.

 

Aliado à eficiência do powertrain e à redução do consumo de energia, um tanque de alta pressão de hidrogênio de 70 MPa permite uma autonomia de aproximadamente 750 km, o que representa um aumento em torno de 30% comparado ao FCV anterior e classifica o Clarity Fuel Cell como o carro mais eficaz entre os veículos de emissão zero. Esse crescimento da autonomia ampliou significativamente a praticidade do modelo, tornando-o ideal tanto para o uso diário como para longas viagens. O tanque de hidrogênio pode ser abastecido em cerca de 3 minutos, com uma facilidade equivalente a um automóvel movido a gasolina.

 

O Clarity Fuel Cell ainda traz um design exterior que alia dinamismo e elegância, além de uma condução suave e silenciosa, encontrada apenas em veículos elétricos equipados com motores de alta potência que atingem 130 kW. Além disso, combinado a um dispositivo portátil de energia externa, o Power Exporter 9000, que também começa a ser vendido hoje, o Clarity Fuel Cell pode funcionar como uma “usina de força sobre rodas”, capaz de suprir uma casa de família de porte médio durante cerca de 7 dias.

 

No primeiro ano de comercialização do modelo no Japão, a Honda vai focar principalmente nas vendas para órgãos do governo local e empresas com os quais já mantém parceria para a popularização dos FCVs. Durante esse período, a marca vai apurar informações sobre o uso do Clarity Fuel Cell, assim como do dispositivo de energia externa, e compilar as diversas opiniões e solicitações dos usuários, para depois iniciar as vendas aos consumidores individuais.

 

A Honda vai começar fabricando um pequeno volume em sua unidade de Takanezawa (município de Tochigi, no Japão) – estão previstas 200 unidades – e eventualmente expandir, pois a empresa planeja lançar o Clarity Fuel Cell na Europa e Estados Unidos até o final deste ano.

honda-clarity-fuel-cell-01

Tecnologia Honda FCV

 

A Honda foi uma das primeiras fabricantes de automóveis a focar no hidrogênio como uma possível solução para problemas como o aquecimento global e o esgotamento dos combustíveis fósseis. A fabricante tem posicionado o FCV, que emite apenas água, como o mais avançado veículo ambientalmente responsável e adotou uma postura pró-ativa para pesquisa e desenvolvimento de automóveis movidos a célula de combustível desde o final da década de 1980.

 

Em 2002, o Honda FCX se tornou o primeiro veículo de célula de combustível no mundo a ser certificado pela U.S. Environmental Protection Agency (EPA, agência de proteção ambiental dos Estados Unidos) e pelo California Air Resources Board (CARB). Com essas certificações, a marca começou a comercializar o FCX no Japão e nos EUA. Em 2008, a Honda iniciou as vendas do FCX Clarity, um sedan que contou com um pacote inovador de equipamentos, oferecendo uma experiência de condução sem precedentes. O novo Clarity Fuel Cell foi desenvolvido com base em várias tecnologias já utilizadas em modelos anteriores, buscando a facilidade de uso e a alta performance.

fcv-02

Com o objetivo de contribuir para uma futura sociedade sustentável adepta à energia de hidrogênio e para proporcionar liberdade de mobilidade, a Honda continuará assumindo novos desafios para o desenvolvimento de tecnologias, incluindo a estação de hidrogênio inteligente (Smart Hydrogen Station), FCVs e dispositivos de alimentação de energia externa sob o conceito de “gerar, utilizar e ficar conectado”.

 

Especificações técnicas Clarity Fuel Cell

 

Número de ocupantes 5
Autonomia (referência) Mais de 700 km (medição interna da Honda)
Reabastecimento Aproximadamente 3 minutos
FC – energia máxima gerada Mais de 100 kW
Potência máxima do motor 130 kW
Pressão do hidrogênio 70 MPa
Bateria Íon-lítio
Dimensões do veículo (comprimento x  largura x altura) 4,895 mm x 1,875 mm x 1,475 mm

 

 

Sobre o grupo Honda no Brasil – Presente no País desde 1971, quando começou a importar, e em seguida a produzir motocicletas em Manaus (AM), a Moto Honda da Amazônia Ltda. é atualmente a maior fabricante de motos do Brasil, com mais de 20 milhões de unidades produzidas.  Desde 2001, a empresa produz, também em Manaus, modelos de motores estacionários, além de comercializar geradores, motobombas, roçadeiras, cortadores de grama e motores de popa importados de outras unidades da marca no mundo. Um ano depois iniciou a fabricação de quadriciclos na unidade. Em 1992, com a criação da Honda Automóveis do Brasil Ltda., a empresa entrou no competitivo mercado automobilístico brasileiro por meio de importações e, a partir de 1997, com a produção nacional de automóveis no município de Sumaré (SP). Em 2013, anunciou sua segunda planta de automóveis, em Itirapina, interior de São Paulo, com inauguração prevista para o primeiro semestre de 2016. Em uma iniciativa inédita no segmento automotivo no País, a empresa iniciou, no mesmo ano, a construção do seu primeiro parque eólico na cidade de Xangri-Lá, no Rio Grande do Sul, inaugurado em novembro de 2014.  Para administrar as operações do parque, que supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, foi criada a Honda Energy do Brasil. No País, também faz parte do grupo a Honda Serviços Financeiros, que reúne o Consórcio Nacional Honda, a corretora Seguros Honda, a Leasing Honda e o Banco Honda. Presentes na rede autorizada de todo o Brasil, o serviços oferecidos facilitam o acesso dos clientes aos produtos da marca. Em 2015 a Honda Aircraft Company, subsidiária da Honda Motor Co.,anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para a América do Sul, sendo o Brasil o representante regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *