Fórmula E – Audi informa sua saída da categoria após o término desta temporada.

É a primeira saída de peso na Fórmula E, depois de uma trajetória de muito crescimento. A Audi vai mudar o seu plano para o automobilismo e sairá do agora campeonato mundial da Fórmula E para apostar novamente em Le Mans e no Dakar.

 

O ano 2021 será o último ano da equipe alemã no campeonato 100% elétrico. Embora a equipe de fábrica da Audi esteja de saída, a marca deverá ser representada no grid de 2021/22 pela Envision Virgin Racing (cliente da unidade motriz alemã), que completará a era Gen2 com o hardware fornecido pela Audi.

 

A saída da Audi encerrará um ciclo de quatro temporadas como equipe de fábrica, embora tenha estado presente desde o começo da Fórmula E em 2014.

 

Está saída deverá abrir uma vaga para outro fabricante e nomes como a Hyundai, Maserati, Ford, Mugen, GM e a futura marca 100% elétrica da Aston Martin, Lagonda, têm mantido uma vigilância atenta sobre o campeonato nos últimos anos.

 

A aposta no endurace surge sem surpresa, uma competição em que a marca de Ingolstadt está fortemente ligada, pelos sucesso do passado. A nova era dos Hipercarros e dos LMDh abre uma nova janela de oportunidades e a entrada da Audi no WEC seria motivo de alegria para o ACO que veria assim o seu portfolio de marcas aumentar com mais um nome de peso, que se junta à Toyota e à Peugeot. A experiência acumulada no WEC e a relativa facilidade de montar um programa LMDh, numa plataforma cuja relação custo / benefício é interessante faz todo o sentido para a estrutura germânica, que deverá irá para a pista com o objetivo de conquistar Le Mans e Daytona.

Já a aposta no Dakar, a começar em 2022, aparece com alguma surpresa e será a estreia da marca no mais duro rali do mundo. O Dakar olhará também para as energias alternativas e a Audi vê aqui uma plataforma interessante para testar novas soluções. O protótipo a ser usado deverá contar com motor elétrico, cuja energia será fornecida por um motor de combustão TFSI de alta eficiência.

Audi é o primeiro fabricante de automóveis a se comprometer a desenvolver um conceito alternativo viável para o Rally Dakar. Em 2012, a Audi conquistou a primeira vitória de um carro de corrida híbrido nas 24 Horas de Le Mans.

 

A Audi continua fazendo uma mudança radical no seu programa de motorsport, mas aposta em dois conceitos interessantes e que deverão agradar aos fãs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *