Fórmula 1 – Pirelli vai reduzir a pressão dos pneus.

A Pirelli, que tantas vezes foi criticada durante a temporada de 2016, por exigir uma pressão muito alta nos pneus, dificultando a vida aos engenheiros, vai baixar o nível de pressão para os níveis de 2015, quando do acidente de Spa com Sebastian Vettel. Lembramos que nessa altura as equipes utilizavam pressões-limite para terem mais aderência nos pneus e isso levou a alguns sustos. Para se proteger, a marca italiana, aumentou as pressões, diminuiu o risco para o seu lado, mas agora as coisas vão mudar.

De acordo com a publicação alemã ‘Auto Motor und Sport’, a Pirelli, para os testes de Barcelona, colocou um pressão de 1.51 BAR nos pneus dianteiros e 1.24 BAR nos traseiros, baseando-se nos testes feitos pelas equipes o ano passado. A diminuição da pressão dos pneus é fundamental devido às novas regras, os níveis de downforce vão crescer até 30%, comparado com 2016, e os pneus darão mais aderência, pois são mais largos. Com isto, os carros serão cerca de cinco segundos mais rápidos do que em 2015 e cerca de três segundos mais do que em 2016. No entanto, para existir esta diferença de velocidade, a Pirelli não pode seguir o caminho conservador que teve em 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *