Fórmula 1 – Os circuitos da categoria necessitam de ajustes.

As alterações feitas este ano nos regulamentos da F1 estão fazendo com que alguns dos circuitos do calendário da categoria precisem de mudanças para os tornar mais seguros. Por exemplo, Barcelona, na temporada passada era feito com os pilotos em 50 por cento do tempo com o acelerador em baixo e agora passaram a fazê-lo de pé no fundo em 70% do tempo.

Os adeptos da F1 que forem a Monza passarão a ver os Fórmula 1 a fundo em 80% do tempo, e há mais circuitos que vão precisar de obras. Melbourne já as está fazendo, com a ‘agravante’ que se tratam de muros numa grande extensão da pista. O traçado que vai receber a prova de abertura do Mundial de F1 tem zonas em que os carros vão ter que travar 20 a 30 m mais cedo e a andar entre 20 a 50 km/h mais rápido em algumas curvas. Muros de pneus serão colocados nas curvas 1, 6 e 14, e 80 metros de barreiras serão colocadas nas curvas 11 e 12. A FIA e os ‘donos’ dos circuitos estão fazendo diversas simulações com os novos dados para perceber o que pode acontecer, antecipando potenciais zonas mais perigosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *