Fórmula 1 – O calendário da categoria para 2020 pode ficar assim.

Se este calendário for o definitivo, teremos um recorde de corridas em 2020 com 22 Grandes Prêmios, depois de Barcelona ter confirmado a sua prova já em cima da hora e de o GP da Alemanha não retornaar em 2020. As equipes acabaram por votar a 22ª corrida, pois o reforço financeiro que representa a entrada de Barcelona é maior que os custos de fazer vinte e duas corridas. Por essa razão, as equipes aceitaram ter no calendário 22 provas.

 

Melbourne continua abrindo a temporada (tem contrato até 2025) em março, seguindo-se o Bahrein, que antecipa em uma semana e cola com Melbourne. Ou seja, as duas primeiras provas do Mundial são seguidas, deixando uma quinzena para a estreia do Vietnã no campeonato. Depois do Grande Prêmio do Vietnã, mais duas semanas para o plantel chegar a China. O campeonato retorna em maio com o início da temporada europeia no GP da Holanda, com o retorno da pista de Zandvoort, seguindo-se Barcelona e uma semana depois do habitual, o Mônaco.

 

O mês de junho abre com o Azerbaijão (no regresso desta prova ao horário de verão como desejavam os promotores da prova) e na semana seguinte o Canadá. E aqui teremos um pesadelo logístico pois a terceira dupla de provas consecutivas vai obrigar que em sete dias pessoas e material façam viagens de ida e volta atravessando oito fusos horários!

O GP dos EUA volta a ser antes do GP do México e contas feitas, vão haver sete provas emparelhadas: Austrália e Bahrain, Holanda e Espanha, Azerbaijão e Canadá, França e Áustria, Bélgica e Itália, Singapura e Rússia e EUA e México. Mas há mais curiosidades.

 

O GP da Grã-Bretanha será realizado uma semana mais tarde para não ficar em cima das finais do Europeu de Futebol e do torneiro de tênis de Wimbledon; o GP da Hungria é a única prova que se realiza durante os Jogos Olímpicos, e o GP do Canadá volta a estar colado às 24 Horas de Le Mans.

Resta, agora, que o Conselho Mundial da FIA vote esta proposta de calendário na reunião que vai realizar no mês de setembro, não se esperando grandes alterações a este esboço que acabamos de publicar.

 

Calendário 2020

15 de março               GP da Austrália

22 de março               GP do Bahrain

05 de abril                  GP do Vietnam

19 de abril                  GP da China

03 de maio                 GP da Holanda

10 de maio                 GP de Espanha

24 de maio                 GP do Mónaco

07 de junho                GP do Azerbaijão

14 de junho                GP do Canadá

28 de junho                GP de França

05 de julho                 GP da Áustria

19 de julho                 GP da Grã Bretanha

02 de agosto              GP da Hungria

30 de agosto              GP da Bélgica

06 de setembro         GP de Itália

20 de setembro         GP de Singapura

27 de setembro         GP da Rússia

11 de outubro            GP do Japão

25 de outubro            GP dos EUA

01 de novembro         GP do México

15 de novembro         GP do Brasil

29 de novembro         GP do Abu Dhabi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *