Fórmula 1 – Mais um GP corre risco de não acontecer, desta vez, Monza.

Em entrevista dada à Gazzetta dello Sport, Sticchi Damiani, presidente da Federação Italiana de Automobilismo, revelou que a venda de bilhetes para o Grande Prêmio de Itália de Fórmula 1, está em queda comparativamente ao ano passado, e deixa o aviso que o contrato que termina no próximo ano tem que ser revisto para baixo, pois desta forma é insustentável e um prejuízo imenso.

 

O problema é sempre o mesmo, a vontade dos organizadores terem Grandes Prêmios no seu país sempre ofuscou a sua racionalidade, ou por outro lado sempre acreditaram que tudo iria melhorar face ao passado recente, mas a verdade é que os prejuízos se acumulam e neste momento o presidente da ACI teme pelo futuro do Grande Prêmio da Itália, que desta forma se junta às dificuldades de Silverstone e Hockenheim; mais duas lendárias pistas.

 

Ao meu ver é importantíssimo para as pretensões tanto da Liberty Media, quanto das equipes que o campeonato continue sendo disputados nestes “Templos do Automobilismo Mundial”; visto que com elas o público se vê mais ligado á história da categoria e suas particularidades.

 

É realmente estranho, pois finalmente a Ferrari está batendo fortemente o pé contra às Mercedes, e embora para já esteja atrás, a possibilidade de bater os Flechas Prateadas é real, por isso, neste contexto é muito preocupante que as coisas estejam neste pé.

 

A sede da Scuderia Ferrari fica próxima ao Circuito de Monza e a mesma com seu poder deveria ajudar a entidade nesta disputa.

 

Além disso, não estamos falando de Brasil, que provavelmente também entrará neste roll de circuitos com problemas de renovação de contrato.

 

 

Sticchi Damiani sabe que Monza vai comemorar o seu centenário dentro de quatro anos, isso é um trunfo, até porque Chase Carey já disse que a F1 não pode dispensar Monza, por isso resta esperar pelo novo contrato, para ver se as partes chegam a acordo. A herança de Bernie Ecclestone pesa sobre a Liberty Media…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *