Fórmula 1 – GP da Europa em risco?

O Circuito de Baku, no Azerbaijão, é o palco do Grande Prémio da Europa de Fórmula 1. A corrida está agendada para dia 19 de junho, mas a sua realização tem sido colocada em risco devido a crise econômica que o país atravessa.

 

A economia do Azerbaijão depende fortemente do petróleo, mas a moeda, o Manat, sofreu uma grande desvalorização fruto da queda do preço do barril de petróleo. Uma situação que faz as opiniões divergiram quanto à realização do evento.

 

Segundo Ali Hasanov, conselheiro presidencial, a situação é realmente difícil. “O Azerbaijão é um país do petróleo. Os preços do petróleo e seus derivados caíram três vezes desde o começo de 2015. Isso significa que entra três vezes menos dinheiro no Azerbaijão.”

Segundo um porta-voz do Circuito de Baku, a leitura é outra: “A desvalorização do Manat não vai ter impacto na realização da primeira corrida de Fórmula 1 no Azerbaijão. Na verdade, quando o orçamento para o GP da Europa foi aprovado, inicialmente foi calculado em dólares. Como resultado, nós não estamos a ser afetados por qualquer tipo de mudança no orçamento atual. (…) Gostaríamos de salientar que o impacto económico global, tanto a curto como a longo prazo, direta e indiretamente, criado pela corrida de Fórmula 1 vai beneficiar enormemente a economia nacional.”

“O impacto do aumento do turismo e do número de visitantes que vão estar no comércio de Baku e em áreas como restaurantes, bares e hotéis  será de milhões, se não mais, injetados na economia. Da mesma forma, a realização da corrida vai criar milhares de empregos diretos e indiretos ligados ao evento”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *