Fórmula 1 – Alfa Romeo voltou a ‘andar para trás’.

A Alfa Romeo continua tendo dificuldades na briga pelas posições dos pontos, tendo saído de Suzuka de bolsos vazios. Nenhum dos seus pilotos conseguiu ascender à Q3 na classificação, mas com António Giovinazzi no 11º lugar do grid de largada, garantir alguns pontos era uma possibilidade em cima da mesa. Contudo, na corrida, tanto o italiano como Kimi Räikkönen “andaram para trás”, tendo o finlandês visto a bandeirada quadriculada em 14º e o seu colega de equipe em 16º, tendo a formação sediada na Suíça ficado espantada com o ritmo muito mais rápido que os seus pilotos experimentaram no final da corrida:

“Entramos na corrida na esperança de ficarmos entre os dez primeiros, mas no final não conseguimos lutar pelos pontos, depois das primeiras voltas. Mostramos um ritmo muito melhor na última parte da corrida, com os pneus macios, pelo que vamos ter de rever o que aconteceu e analisar os dados para garantir que conseguimos atingir o mesmo nível de desempenho ao longo da corrida. Num plantel tão equilibrado, precisamos extrair sempre o melhor do nosso carro em todos os momentos, ou vamos ficar para trás, que foi o que aconteceu em Suzuka”, disse Frederic Vasseur, Director de Equipa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *