Ford Fusion encerrará produção no fim de 2020, marcando seu fim no Brasil.

Logo após a Ford confirmar que o Fusion Sport, com motor V6, iria sair de linha, agora a realidade se estende à toda a linha do Ford Fusion. No final de 2020, a produção do sedã será encerrada na planta mexicana, segundo o site Automotive News. Um porta-voz da empresa revelou que a marca irá focar nas versões mais populares neste período. Com isso, a Espanha será o único lugar do mundo a montá-lo como Mondeo para a Europa, e quanto ao Brasil, dará adeus, uma vez que o carro vem da unidade de produção em Hermosillo (México).

Segundo Jiyan Cadiz, porta-voz da montadora: “Nosso objetivo no último ano de produção é simplificar mais a oferta e focar na maximização dos modelos SE, SEL e Titanium, os mais populares”. Quando se lembra que a marca vai investir apenas em SUVs, crossovers e picapes nos EUA, tudo faz sentido quando vemos que todos os hatches e sedãs — como o Ford Fusion — encontraram os seus fins.

Apesar disso, a Ford diz que tem planos de continuar a vendê-lo em outros mercados, mesmo que ainda não tenha detalhado muita coisa sobre. Rumores apontam que a produção mexicana poderia ser transferida para a China, país onde o segmento ainda é forte e, de lá, exportá-lo para os mercados que dependiam do México, mas ainda devemos esperar por mais detalhes.

Após o fim do Ford Focus na Argentina e o anúncio da extinção do Ford Fusion no México, o Fiesta está prestes a deixar de ser montado em São Bernardo do Campo (SP). Com isso, os brasileiros que não se importarem em levar para casa um carro que está prestes a sair do catálogo, o Ford Fiesta pode ser uma boa opção.

Isso porque passou a ficar mais em conta, com reduções que preço que chegam a R$ 1.700. Com isso, a versão mais em conta do Ford Fiesta , a SE 1.6 manual, passa a custar R$ 50.990, o que é menos que os R$ 52.440 do Ka 1.5 SE. Entre os itens de série, há ar-condicionado, direção com assistência elétrica, computador de bordo, entre outros.

No caso da versão SE 1.6 Style do Fiesta, houve redução de R$ 1.600 no preço de tabela, que agora é de R$ 54.990. O carro vem com controles de tração e estabilidade e retrovisores externos com piscas integrados entre os principais destaques.

Há também a versão topo de linha SEL, que ficou R$ 1.480 mais em conta, passando a custar R$ 56.610. Por esse valor, o cliente tem direito a levar ar-condicionado digital, sistema multimídia Sync 3, de última geração, com tela sensível ao toque de 6 polegadas, vidros dianteiros e traseiros elétricos e alarme. Muitos desses equipamentos são comuns inclusive ao Ford Fusion .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *