FIA WEC – Ginetta poderá entrar na LMP1 privado em 2018.

A Ginetta poderá estar preparando um retorno às 24 Horas de Le Mans para 2018, de acordo com o site motorsport.com. O construtor britânico está interessado em entrar para a categoria de LMP1 privados, e poderá estar desenhando um protótipo, que poderia ser equipado com motor Mecachrome ou AER.

Carros com a marca Ginetta correram em Le Mans e na Le Mans Series em 2009 e 2010, numa fase em que Lawrence Tomlinson tinha tentado fundir a Ginetta com a Zytek Motorsport (hoje Gibson Technology). A Quifel ASM Team foi uma das equipes que correu em LMP2 com o Zytek 07S ‘evoluído’ para Ginetta-Zytek GZ09S. No entanto, em 2011, Tomlinson havia deixado a Zytek e ficado só com a Ginetta, abandonando os sport-protótipos.

Mais recentemente, a Ginetta tinha comprado a Juno Racing Cars, aproveitando o projeto desta para entrar na nova categoria LMP3 da European Le Mans Series, categoria que venceu em 2015. No entanto, a marca britânica ficou de fora da lista de construtores autorizados para a classe LMP2 e a Ginetta afastou-se do projeto LMP3, preferindo transformá-lo num Ginetta G57, um track car para campeonatos tipo ‘open’.

Ao entrar para os LMP1 privados em 2018, a categoria passa a contar com três construtores, ainda que para 2017 esteja bastante restrito. A Rebellion Racing saiu no final deste ano e a Strakka desistiu de desenvolver o esperado Dome S103, deixando a ByKolles sozinha com um CLM P1/01. A equipe austríaca deve continuar em ação para a próxima temporada, esperando pela entrada de mais concorrência no ano seguinte, não só do Ginetta mas também dos BR01 da SMP Racing, que  serão reconstruídos pela Dallara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *