FIA WEC – Carlos Tavares: “A Peugeot volta a Le Mans com três condições”.

Carlos Tavares está participando esta semana na European Le Mans Series ao volante de um Ligier da categoria LMP3, numa das suas raras aparições em corridas com carros modernos (também alinha em algumas corridas de resistência com um 208 preparado por uma equipe suíça).

Como entusiasta deste gênero de provas, o presidente do Grupo PSA explicou ao site Endurance Info que a Peugeot poderá regressar às 24 Horas de Le Mans se forem cumpridos três requisitos. Os primeiros são dependentes da própria marca, “primeiro, voltar a colocar o Grupo PSA na rentabilidade. Há dois anos estávamos quase na falência e agora temos a quarta taxa mais alta da indústria automobilística. A segunda condição é ganhar o Dakar, o que também já conseguimos”.

A terceira condição já depende das políticas do Automobile Club de l’Ouest, pois “é necessário controlar a inflação da categoria LMP1. Se investimos vários milhões de euros, temos de saber que vamos ter uma boa exposição publicitária nos jornais e nas televisões. O WEC nos dá mais espaço para a inovação, mas também temos que saber se temos mais retorno em Le Mans do que no Dakar”. Para controlar os custos, Tavares sugere reduzir o investimento na aerodinâmica.

Será que em breve teremos a “Peugeot” participando da temporada completa da WEC? e também participando da lendária 24 Horas de Le Mans?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *