FIA WEC – Andrea Bertolini (Ferrari): “Tudo é especial em Le Mans.”

O piloto de fábrica Andrea Bertolini foi novamente trazido para a equipe SMP Racing para a temporada de 2015. Com muitos títulos (incluindo o Le Mans Series europeu e asiático Le Mans Series) e vitórias de prestígio (24 Horas de Spa) em seu currículo, o italiano estará fazendo apenas sua quarta aparição nas 24 Horas de Le Mans (13-14 junho ) na classe LM GTE Am.

 

O que você pode nos dizer sobre sua equipe SMP Racing?
“Nossa meta com PMS é progredir os controladores russos, Viktor Shaitar e Aleksey Basov, passo a passo. Eu recebi um alvo da Ferrari para seguir SMP Corrida do ano passado, quando venceu o Le Mans Series Europeia. Portanto, este ano estamos paraa dar um passo até a FIA World Endurance Championship. Temos de tentar fazer o nosso melhor, para ensinar os rapazes os caminhos de um motorista profissional, estar focado durante o fim de semana de corrida, para acompanhar a equipe, para verificar todos os dados, todos os pequenos detalhes que, no final, poderia fazer uma grande diferença. Estou muito orgulhoso dos rapazes e a equipe de curso. Eu acho que vai ser um ano muito interessante.

Agora você está competindo no Campeonato Mundial de Endurance da FIA com PMS Racing. Trata-se apenas de um ano para aprender ou  é o destino já para ganhar a classe LM GTE Am em seu primeiro ano ?


“Como todos, a nossa meta é vencer! Quando alguém lhe diz que eles estão aqui apenas para aprender, isso não é verdade! Estamos aqui para tentar fazer o nosso melhor eo melhor resultado seria a de tentar ganhar o campeonato. É bastante difícil, porque em LM GTE Am, o Aston Martins estão em outro nível! Honestamente, para nós, a meta é ser o melhor carro após o Aston Martins, mas vamos ver.A temporada é muito longa e temos de marcar o número máximo de pontos a cada corrida. “

O próximo passo é o Le Mans 24 Horas. Quais são os seus objetivos para esta corrida?

LM GTE Am é um apertado, fim, categoria, porque este ano há muitos carros na classe  (14, ed.) e é bastante competitivo. No ano passado, correu muito bem. Tivemos uma forte chance de estar perto do topo, e depois tivemos algum problema no meio da noite com o carro (Bertolini tinha os mesmos co-pilotos no ano passado, ed.).Então, temos que melhorar para fazer mais um passo. Em 2014, não foi positivo no final  (Shaitar caiu, ed.) , mas os caras aprendi muito porque era sua primeira vez.Desta vez, temos de estar lá com apenas um alvo -. Vencedora “

 

Será sua quarta participação em Le Mans. Quais são as suas lembranças de suas três corridas anteriores?

“Toda vez que é algo novo em Le Mans. Estou um pouco desapontado porque é apenas a minha quarta vez em Le Mans, porque é uma das minhas corridas favoritas.Tudo é especial em Le Mans – a atmosfera, as pessoas, o circuito, tudo! Todos os anos desde 2001, eu já correram às 24 Horas de Spa, e ganharam lá, então eu sempre quis fazer algo em Le Mans. Portanto, é realmente uma vergonha, porque é apenas a minha quarta vez em Le Mans. Mas estar em GT1 (FIA GT1 World Championship, ed.) , no passado, eu não era capaz de correr em Le Mans. “

 

Você ganhou tantas corridas e campeonatos. Em particular, você foi duas vezes Campeão do Mundo FIA GT1. Se você ganhou Le Mans, onde você avaliaria esta vitória?

“Em minha carreira, tenho tido muita sorte. Quando você ganha, você tem que estar no lugar certo com o carro certo, com o companheiro de equipa direita, com uma equipe forte, e você tem que estar pronto para ser realmente focado. Eu ganhei o Campeonato FIA GT1 do Mundo quatro vezes  (nas duas primeiras vezes, o título de Campeão do Mundo não foi adjudicado, ed.), as 24 Horas de Spa duas vezes, o Le Mans Series Europeia no ano passado, o Asian Le Mans Series eo Super Stars Series, mas Le Mans é claro seria algo realmente especial. Vencer GT1 especialmente em 2010 foi realmente bom, mas eu acho que Le Mans seria no mesmo nível como o Campeonato do Mundo. Seria uma das memórias mais agradáveis ??e mais emocionantes da minha vida. “

 

Para finalizar, você poderia resumir o seu papel importante para a Ferrari?

“Eu faço muitas coisas em casa todos os dias, como eu vivo apenas dois quilômetros do Ferrari. No passado, quando Fórmula Um teste estava livre, os rapazes costumavam me chamar e me pediu para ir para a pista para testes. Agora eu estou no comando da seguinte desenvolvimento de atividades de corrida para a Ferrari e Maserati. Eu faço o shakedown para os Formula que vendemos para nossos clientes. E para toda a nova atividade e projetos, eu sou responsável por acompanhar o desenvolvimento. “

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *