FIA WEC – A última corrida do TS050 Hybrid.

O Bahrein será a última parada do Toyota TS050 Hybrid, a máquina da Toyota que se despede assim da competição.

 

O TS050 foi introduzido em 2016, com base nas novas regulamentações que entraram em vigor nessa temporada, sendo sucessor do TS040. O motor é um 2.4L biturbo V6 a gasolina, enquanto o carro anterior usava um 3.7L V8 a gasolina naturalmente aspirado. Possui um sistema híbrido de 8 megajoule, que usa baterias de lítio ao invés do condensador do seu antecessor. O output de potência é o mágico número de 1000cv, distribuídos pelos motores a combustão e motores elétricos.

 

O carro foi sofrendo alterações ao longo das temporadas, primeiro para fazer frente aos poderosos Porsche e Audi e depois apenas por uma questão de orgulho da marca. O grande objetivo da Toyota era vencer Le Mans e quase conseguiu na primeira tentativa com o novo carro mas, o que parecia uma vitória certa transformou-se num dos episódios mais dramáticos da história de Le Mans com o carro parando em cima da linha de chegada sem potência a uma volta do fim. Foi preciso esperar por 2018 para ver a máquina triunfar na mítica prova francesa com Fernando Alonso, Kazuki Nakajima e Sebastien Buemi ao volante, numa fase em que Porsche e Audi já tinham saído de cena. Seguiram-se mais duas vitórias em La Sarthe, 18 no total, 44 pódios, 15 poles e 13 voltas mais rápidas em 33 provas.

O TS050 Hybrid é o último de uma classe que fez os amantes do endurance sonhar. Carros de competição complexos, potentes, mas que ainda assim proporcionaram grandes lutas e grandes corridas. Nas últimas duas épocas o TS050 passeou pelas pistas sem a concorrência que realmente merecia, e irá marcar o ponto final de uma regulamentação que teve tanto de bom quanto de mau. O futuro será mais simples e mais barato, mas na memória ficam estas máquinas espetaculares que levaram a tecnologia automóvel a um patamar superior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *