F1 – Mercedes irá remover o sistema FRIC para Hockenheim

Não há acordo para a legalidade da suspensão FRIC

A Toro Rosso, Caterham, Sauber e Force India preparam-se para “abolir” da Fórmula 1 o sistema de suspensões com ligação entre os eixos dianteiro e traseiro, mais conhecido por FRIC (suspensão dianteira e traseiras interligadas).

A suspensão é considerada como um dos pontos fortes dos monolugares da Mercedes, embora várias equipes as usem, incluindo a Lotus, Red Bull, McLaren e até mesmo a Ferrari.

As interligações servem para manter constante a altura ao solo e limitar o rolamento do chassis, mas a FIA considera que são contrárias à regra que proíbe partes móveis com implicações aerodinâmicas.

Charlie Whiting já deixou claro que o sistema de suspensão semi-ativa, FRIC só poderá permanecer nos monolugares de F1 que o utilizam caso todas as equipas cheguem a um acordo, algo que parece difícil.

Segundo fontes da Force India, o acordo é impossível, pelo que o sistema deverá desaparecer dos monolugares já no próximo fim-de-semana, de 20 de julho, em Hockenheim.

Ao que tudo indica, sete equipes deram o sim, mas as restantes quatro, não. Sem surpresa, as quatro que negaram a continuidade do sistema são as equipes que não têm o sistema instalado nos seus monolugares: Toro Rosso, Caterham, Sauber e Force India.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *