Ducati encerra 2016 com crescimento e supera a marca de 55 mil motocicletas vendidas no mundo.

A  Ducati Motor Holding continuou a crescer mundialmente em 2016. Ao longo do ano foram entregues 55.451 motocicletas para clientes em todo o mundo, o que representou um aumento de 1,2% em relação ao resultado de 2015 (54.809 mil unidades).

Terminando o ano do nosso 90º aniversário comunicar um novo recorde é realmente uma fonte de orgulho e satisfação“, comenta Claudio Domenicali, CEO Ducat Motor Holding, sobre os resultados de vendas do último ano.

Um ano encorajador e muito positivo, também relacionado com a introdução de novos produtos que caracterizaram a gama de produtos Ducati em 2016. Isto inclui a família Multistrada que registrou um aumento de 16% sobre 2015.

A renovação da família Hypermotard, com crescimento de 15%, foi extremamente  importante para a Ducati continuar a seguir a tendência de crescimento de dois dígitos. Igualmente positiva foi a boa receptividade da nova Ducati XDiavel no mercado, somando mais de 5.200 motos vendidas.

A marca Scrambler®, em seu segundo ano de presença no mercado mundial, confirmou sucesso em todo o mundo, com mais de 15.500 motocicletas entregues, graças à chegada da nova Scrambler Sixty2, afirma Domenicali.

2016 não só representa um novo recorde de vendas, mas a consolidação da importante expansão Você volumes ocorreu em 2015, graças à introdução da marca Scrambler”, comenta Vendas Andrea Buzzoni Globais e Diretor de Marketing da Ducati Motor Holding. Segundo Buzzoni, este crescimento demonstra a força da gama de produtos e da marca e, especialmente a força do desempenho global de rede de vendas.

Um resultado significativo do mercado da Itália, que, graças a um crescimento de 20% em 2016, mas até mesmo por 84% no 2015/2016 biênio, volta a ser o segundo mercado mais importante do mundo”, diz Buzzoni.

Os Estados Unidos se confirmaram como primeiro mercado para a Ducati, com 8.787 motocicletas entregues a clientes. No mercado europeu, a Ducati replica a tendência positiva do ano anterior, particularmente com um crescimento de 20% na Itália, 38% na Espanha e 8% na Alemanha.

Nos mercados “não-europeus” ressalta-se o forte desempenho da marca na China, onde a Ducati  dobrou os resultados do ano anterior (+ 120%). No Brasil, as vendas aumentaram 36%, a na Argentina 219%.

Se 2016 terminou com grande satisfação, com os sete novos modelos apresentados no Salão de Milão e que serão introduzidos no mercado mundial em 2017 – sendo que alguns modelos serão comercializados em 2017 e outros em 2018 no Brasil – a expectativa é de otimismo e confiança adicional.

Sob o lema “More than Red – Evolution never stop” existem muitas novidades apresentadas para 2017. “Red” – vermelho – como uma paixão, desempenho, corridas; e “More” – que é “mais” – para a gama de produtos que continua a aumentar, incluindo motos mais acessíveis e diferenciadas, além de modelos inéditos.

Para 2017, a família Monster renova e expande com a chegada do novo modelo 1200 e o inédito modelo 797.

Além destas novidades, já está sendo apresentada a nova Multistrada 950, a Ducati SuperSport e a exclusiva 1299 Superleggera.

A Scrambler® lançou dois novos produtos que ampliam a gama da nova marca Ducati: Scrambler® Cafe Racer e Scrambler® Desert Sled.

A Ducati conta com um total de 1.594 empregados, uma rede de 783 lojas de venda e de serviços, e está presente em 90 países.

Recorde no Brasil

A Ducati do Brasil bateu recorde de crescimento no ano de 2016 e registrou o melhor resultado da companhia desde o seu desembarque no Brasil em 2012.

Segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) e da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a Ducati foi a marca com maior crescimento no ano.

Enquanto o mercado nacional caiu 21,8%, a Ducati conquistou 27,7% de crescimento  e emplacou 1.184 mil unidades nos últimos 12 meses. Em market share a marca italiana atingiu a participação de 3,4% no ano de 2016.

No último ano as mudanças e as ações realizadas na Ducati do Brasil foram direcionadas para deixar a companhia mais competitiva, ágil e pronta para o crescimento.  Tenho certeza que estamos no caminho certo e vamos continuar avançando”, comenta Diego Borghi, Presidente da Ducati do Brasil.

O recorde é resultado de uma série de ações que vem sendo tomadas pela companhia para reestruturar e solidificar cada vez mais a sua presença no Brasil.

 

 

Ducati Motor Holding S.p.A. – Uma empresa de único acionista sob gerenciamento e coordenação da AUDI AG

Fundada em 1926 a Ducati produz motocicletas de inspiração esportiva desde 1946. Suas motocicletas são caracterizadas pelos motores “Desmodrômicos” de alta performance, pelo design inovador, tecnologia de ponta e claro a paixão que desperta em seus fãs. Cobrindo diversos segmentos de mercado, a linha de motocicletas Ducati é dividida em famílias que incluem: Diavel, Hypermotard, Monster, Multistrada, e Superbikes.

Estes autênticos ícones do “made in Italy” são vendidos em mais de 90 países em todo o mundo, com maior concentração na Europa, América do Norte e Ásia-Pacífico. A Ducati compete no World Superbike Championship e no World MotoGP Championship com uma equipe oficial. Na Superbike a Ducati já conquistou 17 títulos de Fabricantes e 14 títulos de Pilotos, sendo que em 2011 passou a marca histórica de 300 vitórias. A Ducati participa do MotoGP desde 2003 e conquistou o título de Fabricantes e Pilotos em 2007.

Ducati do Brasil

Criada em 2012, a subsidiária brasileira iniciou suas operações comerciais em junho de 2013, com a inauguração de sua primeira loja. Atualmente, conta com 9 concessionárias – Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *