Copa Truck – Beto Monteiro e Paulo Salustiano vencem com casa cheia em Santa Cruz do Sul.

A Copa Truck abriu neste domingo a Terceira Copa da temporada 2019 com casa cheia, tempo bom (ao contrário da chuva que foi prevista desde o início da última semana) e vitórias de Beto Monteiro e Paulo Salustiano no circuito de Santa Cruz do Sul (RS). Ambas as provas tiveram de tudo: falhas mecânicas cinematográficas, muitas trocas de tinta e lances que provocaram polêmicas entre os pilotos.

Largando da pole na corrida 1, Beto foi pressionado o tempo todo por Leandro Totti e Paulo Salustiano. Porém, com sangue frio e muita habilidade, o piloto da Volkswagen conseguiu se presentear pelo aniversário de 43 anos (completados neste domingo) com a quinta vitória na temporada em dez corridas realizadas – fazendo dele o nome a ser batido em 2019.

“Realmente sofremos um pouco no fim de semana, somamos nossa primeira pole no ano, o caminhão se comportou muito bem nessa primeira parte da corrida. Este é meu melhor ano profissionalmente e está sendo fantástico. Busquei somar o máximo de pontos, mas não consegui render na segunda corrida. Mesmo assim, saio animado daqui”, comentou o piloto pernambucano da Volkswagen.

Já a segunda corrida teve o piloto da casa Régis Boessio largando na ponta por causa do grid invertido. O gaúcho bem que tentou, mas não foi páreo para os concorrentes e foi desabando na tabela após a terceira volta. Coube então a Felipe Giaffone e Paulo Salustiano dominarem o espetáculo e protagonizarem o momento mais polêmico do fim de semana.

Em uma disputa dura, com direito a um enrosco no fim da reta principal, Salustiano conseguiu efetuar a ultrapassagem após os dois esparramarem para a área de escape da curva 1. Giaffone não escondeu a insatisfação pelo incidente, enquanto Salustiano seguiu livre para somar seu terceiro triunfo neste ano.

“Estou emocionado e feliz com essa vitória. Foi uma batalha difícil. Tentei ultrapassá-lo, tomei um toque na traseira, acabamos nos enroscando, mas deu tudo certo e a equipe está de parabéns. Agora é comemorar!”, comentou Salu, que sai de Santa Cruz do Sul como maior pontuador e líder da Terceira Copa com 36 pontos, cinco a mais que Totti, quinto na prova 2.

O fim de semana também contou com quebras espetaculares, com direito a muita fumaça, óleo e peças voando: casos de Adalberto Jardim no sábado e Roberval Andrade, Débora Rodrigues e Luis Lopes no domingo – o que chegou até a provocar o fim da primeira prova com Safety Car na pista para a limpeza do óleo no traçado.

Agora, a Copa Truck faz um intervalo de 15 dias até a prova que define a Terceira Copa em Rivera, no Uruguai – única prova internacional de 2019. Confira abaixo os resultados complets do fim de semana:

Corrida 1
1. Beto Monteiro (Volkswagen) – 11 voltas em 25min53s631
2. Leandro Totti (Mercedes-Benz) – a 2.674
3. Paulo Salustiano (Volkswagen) – a 3.850
4. Wellington Cirino (Mercedes-Benz) – a 6.020
5. Renato Martins (Volkswagen) – a 6.952
6. André Marques (Mercedes-Benz) – a 8.009
7. Felipe Giaffone (Iveco) – a 9.814
8. Regis Boessio (Volvo) – a 12.271
9. Luis Zapellini (MAN) – a 13.799
10. Jaidson Zini (Iveco) – a 15.549
11. Djalma Pivetta (Iveco) – a 16.610
12. Pedro Paulo (Mercedes-Benz) – a 18.138
13. José Augusto Dias (Volkswagen) – a 18.808
14. Danilo Alamini (Iveco) – a 39.111
15. Djalma Fogaça (Ford) – a 3 voltas
16. Débora Rodrigues (Mercedes-Benz) – a 3 voltas
17. Clodoaldo Monteiro (MAN) – a 3 voltas

Não completaram 75% da prova
18. Roberval Andrade (Mercedes-Benz) – a 4 voltas
19. Witold Ramasauskas (Mercedes-Benz) – a 4 voltas
20. Adalberto Jardim (Ford) – a 6 voltas
21. Luiz Lopes (Iveco) – a 10 voltas
22. Fabio Fogaça (Ford) – não largou

Melhor volta: Beto Monteiro, 1min44s481

Corrida 2
1. Paulo Salustiano (Volkswagen) – 14 voltas em 25min25s385
2. Felipe Giaffone (Iveco) – a 8.394
3. André Marques (Mercedes-Benz) – a 10.410
4. Wellington Cirino (Mercedes-Benz) – a 10.722
5. Leandro Totti (Mercedes-Benz) – a 11.036
6. Regis Boessio (Volvo) – a 12.987
7. Pedro Paulo (Mercedes-Benz) – a 13.467
8. Clodoaldo Monteiro (MAN) – a 20.805
9. Luis Zapellini (MAN) – a 22.822
10. Renato Martins (Volkswagen) – a 28.502
11. Beto Monteiro (Volkswagen) – a 31.270
12. José Augusto Dias (Volkswagen) – a 53.190
13. Djalma Pivetta (Iveco) – a 1:08.331
14. Danilo Alamini (Iveco) – a 1:34.733

Não completaram 75% da prova
15. Witold Ramasauskas (Mercedes-Benz) – a 5 voltas
16. Jaidson Zini (Iveco) – a 6 voltas
17. Djalma Fogaça (Ford) – a 7 voltas
18. Adalberto Jardim (Ford) – a 14 voltas
19. Roberval Andrade (Mercedes-Benz) – não largou
20. Débora Rodrigues (Mercedes-Benz) – não largou
21. Luiz Lopes (Iveco) – não largou
22. Fábio Fogaça (Ford) – não largou

Melhor volta: Paulo Salustiano, 1min46s815

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *