Copa HB20 faz grande festa na pista e fora dela em Minas Gerais.

A Copa HB20 disputou neste fim de semana a terceira etapa da temporada 2019 em Curvelo (MG) e proporcionou ao público que lotou o Circuito dos Cristais duas grandes corridas repletas de ação, que confirmaram a força de Raphael Abbate, que teve um fim de semana perfeito com pole e duas vitórias, tanto no geral quanto na divisão Pro. Já na Super, Kleber Eletric e o estreante Cássio Cortes – piloto, jornalista e apresentador do programa “Acelerados” -, subiram ao lugar mais alto no pódio sábado e domingo, respectivamente.

A prova contou com a presença do prefeito de Curvelo, Maurílio Guimarães, que ficou tão encantado quanto os convidados da Mazam Motors – concessionária Hyundai oficial da etapa, localizada em Sete Lagoas (MG) – e fez questão não só de entregar o troféu aos vencedores como de exaltar a competição. “A exposição para o Brasil inteiro da nossa cidade é a cereja do bolo – o evento fomentou todos os setores da cidade e proporcionou à cidade uma grande festa que certamente veio para ficar”.

Já Eduardo Rocholi, da Mazam Motors, destacou a importância da Copa HB20 para o cenário local e todo o agito proporcionado na região, como a exposição de carros na concessionária, a realização de um encontro de pilotos e clientes com direito a sorteios de kits para ver a corrida e a carreata na quinta que antecedeu o evento nas ruas de Curvelo.

“O evento possui uma estrutura excepcional. Conversando com alguns pilotos hoje, fiquei até surpreso, pois eles me disseram que o público de hoje foi um dos maiores que eles tiveram até aqui na temporada. Curvelo faz parte da nossa área de atuação e, como patrocinador, isso é maravilhosos pra gente, dá uma visibilidade imensa e é um reforço da marca. O Carro do Zebra ficou comigo dez dias e na quinta fizemos um café da manhã, com Zebra, Nino e o prefeito de Curvelo. Fizemos entrevistas ao vivo nas rádios e isso gerou muita mídia, o que acarretou também em venda de ingressos dentro da loja e um grande aumento de fluxo na própria loja. Então eu achei a Copa HB20 fabulosa. Tenho que agradecer pela sorte de ter o autódromo praticamente aqui no quintal da nossa casa”.

Sobre a competição em si, a conquista de Abbate, no entanto, não foi tão fácil quanto os resultados mostram. A pole position, por exemplo, foi obtida com uma diferença mínima de 0s008 para Vitor Genz. Na primeira volta da prova de abertura, ele chegou a cair para a terceira posição, mas foi atrás e tomou a ponta no terço final para receber a bandeirada à frente do mineiro Wanderson Freitas, que fez a festa da torcida local. “Acabei ficando por fora na curva dois, e caí para terceiro no início da prova, mas isso faz parte do jogo. Essa é uma pista muito difícil de ultrapassar, mas consegui me recuperar para terminar na frente”, afirma o vencedor.

Já na corrida 2, largando em sexto por conta da inversão dos seis primeiros colocados no grid, Abbate usou sua larga experiência para evitar os diversos toques e fazer ultrapassagens cirúrgicas para ser o primeiro piloto na história da Copa HB20 a obter 100% de êxito em uma etapa.”O final de semana não podia ser melhor. Na primeira corrida larguei na pole, venci e fiz a volta mais rápida. Agora larguei na sexta posição e também consegui vencer. Foi 100 por cento de aproveitamento no final de semana. Estou muito satisfeito”, comenta Abbate.

 

Já na Super, Kleber Eletric deu as cartas no sábado em uma atuação espetacular, partindo de 15º no geral para ser o sétimo e vencer em sua classe. “Larguei lá de trás, tive que vir buscando e consegui a vitória na Super. Consegui bater roda com o pessoal da Pro e terminei em sétimo; se acabasse em sexto, largaria em primeiro na geral na prova 2, mas bater na trave faz parte”, destacou o piloto, que não conseguiu repetir o bom resultado na prova seguinte.

Sorte do “Acelerado” Cássio Cortes, que veio, viu e venceu. Bastaram duas corridas para ele subir no alto do pódio em sua primeira experiência com tração dianteira, superando ninguém menos que o atual líder da tabela, Luciano Viscardi, e levando para casa dois troféus, um pelo terceiro lugar no sábado e outro pela vitória no domingo. Como Cortes é um piloto convidado, ele levou o troféu, mas não receberá os pontos de acordo com uma nova regra da CBA, em conjunto com a HRacing. Agora ele entrega o carro da Movida para seu parceiro de programa, o também jornalista Gerson Campos.

“Nessa nossa vida acelerada a gente cai de paraquedas em muitas categorias e eu me orgulho muito de me adaptar e ser cerebral nesse momentos para sempre atrapalhar o pessoal da frente e levar um troféu para casa. Mas ganhar é algo muito difícil, porque a gente sabe que está jogando no playground dos outros. Sabemos o quanto é difícil você chegar numa categoria nova e vencer logo de cara, por isso estou muito surpreso. Essa foi uma das grandes corridas que fiz na minha carreira”, celebra Cortes.

Gerente-geral de Marketing da Hyundai Motor Brasil, Jan Telecki, celebrou ao fim do evento o fato de os carros terem completado mais um fim de semana com um índice de 100% de confiabilidade.  “Estamos muito contentes com a performance do veículo que produzimos em Piracicaba. Até agora não houve qualquer falha mecânica nos modelos que estão na pista, e isso diz respeito ao elevado índice de resistência do HB20. A cada nova etapa fica claro que a disputa é no braço entre os pilotos, o que torna tudo mais emocionante”.

A Copa HB20 agora tira um mês de intervalo ideal para a revisão de todos os carros (e a finalização de mais máquinas novas) na HRacing Garage visando o próximo encontro da temporada 2019, que acontece no dia 18 de agosto em Santa Cruz do Sul.

Resultados do fim de semana:

Corrida 1

  1. Raphael Abbate (Pro), 15 voltas em 26min58s241
  2. Wanderson Freitas (Pro), a 5s950
  3. Adriano Rabelo (Pro), a 8s211
  4. Fernando Jr (Pro), a 9s080
  5. Diego Augusto (Pro), a 11s430
  6. Bruno Testa (Pro), a 12s172
  7. Kleber Eletric (Super), a 24s270
  8. Wagner Cardoso (Pro), a 32s481
  9. Luciano Viscardi (Super), a 39s229
  10. Caito Carvalho (Pro), a 39s717
  11. Cassio Cortes (Super), a 39s756
  12. Rogério Motta (Pro), a 40s058
  13. Marcos Ramos (Pro), a 40s351
  14. Daniel Nino (Super), a 42s283
  15. Luis Antonio Ornelas (Super), a 55s487
  16. Beto Cavaleiro (Pro), a 1min07s306
  17. Edgar Colamarino (Super), a 1min07s775
  18. Odair dos Santos (Pro), a 1min26s517
  19. Eduardo Doriguel (Super), a 1min30s765
  20. Paulo Totaro (Super), a 1min31s602
  21. Luiz Henrique Santos (Super), a 1min32s150
  22. Marcelo Zebra (Super), a 1min33s499
  23. Vitor Genz (Pro), a 3 voltas

Não completaram 75% da prova

  1. Christiano Bornemann (Pro), a 9 voltas
  2. Thiago Sansana (Super), a 12 voltas

Corrida 2:

  1. Raphael Abbate (Pro), 13 voltas em 25min51s686
  2. Bruno Testa (Pro), a 1s635
  3. Adriano Rabelo (Pro), a 2s500
  4. Felipe Carvalho (Pro), a 2s976
  5. Vitor Genz (Pro), a 5s018
  6. Marcos Ramos (Pro), a 5s812
  7. Edgar Favarin (Pro), a 6s232
  8. Rogerio Motta (Pro), a 6s807
  9. Wagner Cardoso (Pro), a 8s060
  10. Cassio Cortes (Super), a 9s031
  11. Luciano Viscardi (Super), a 9s980
  12. Daniel Nino (Super), a 12s018
  13. Beto Cavaleiro (Pro), a 13s161
  14. Lucas Bornemann (Pro), a 13s766
  15. Luiz Henrique Santos (Super), a 14s997
  16. Bernardo Mattos (Pro), a 17s162
  17. Eduardo Doriguel (Super), a 18s715
  18. Marcelo Zebra (Super), a 20s427
  19. Kleber Eletric (Super), a 21s643
  20. Thiago Sansana (Super), a 2 voltas

Não completaram 75% da prova

Luiz Antonio Ornelas (Super), a 5 voltas

Diego Augusto (Pro), a 13 voltas

Edgar Colamarino (Super), não largou

Fernando Jr. (Pro), desclassificado

Classificação do campeonato:

Pro

  1. Raphael Abbate, 87 pontos
  2. Adriano Rabelo, 74
  3. Diego Augusto, 55
  4. Edgar Favarin/Odair dos Santos, 43
  5. Felipe Carvalho, 38
  6. Fernando Jr., 33
  7. Caito Carvalho, 33
  8. Beto Monteiro, 32
  9. Roger Sandoval, 27
  10. Bruno Testa, 23
  11. Chistiano Bornemann/Lucas Bornemann, 21
  12. Witold Ramasauskas, 20
  13. Flavio Andrade, 15
  14. Wanderson Freitas/Bernardo Mattos, 15
  15. Fabio Carvalho, 14
  16. Rafael Lopes, 14
  17. Wagner Cardoso, 14
  18. Marcos Ramos, 11
  19. Vitor Genz, 8
  20. Rogerio Motta, 8
  21. Tuca Antoniazi, 6
  22. Betão Fonseca, 4
  23. Cesar Fonseca, 4
  24. Beto Cavaleiro, 1
  25. Rafael Iserhard, 0

Super

  1. Luciano Viscardi, 93 pontos
  2. Daniel Nino, 89
  3. Kleber Eletric, 77
  4. Marcelo Zebra, 40
  5. Edgar Colamarino, 39
  6. Luis Antonio Ornelas, 38
  7. Luiz Henrique Santos, 35
  8. Eduardo Doriguel, 35
  9. Robinson Molly/Rafael Maeda, 7
  10. Matheus Biriba, 6
  11. Paulo Totaro, 4
  12. Thiago Sansana, 4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *