Copa HB20 entra na reta final com novo recorde de carros.

A Copa HB20, mais novo campeonato do automobilismo brasileiro, entra neste fim de semana na reta final de sua temporada inaugural com a penúltima rodada dupla em Goiânia. A corrida na capital goiana estava originalmente marcada para abrir a temporada em março, mas acabou realocada para o fim do ano para que a H Racing, organizadora da Copa, pudesse terminar de construir os carros com a tranquilidade e excelência que lhe são habituais.

Com isso, a Copa HB20 muda também de ambiente: neste fim de semana, excepcionalmente, ela corre em conjunto com a Stock Car e a Stock Light – cuja promotora, a Vicar, aceitou o pedido da categoria de poder correr em Goiânia. Na decisão da temporada, que acontece com uma rodada tripla dias 7 e 8 em Interlagos, os HB20 voltarão a ter a companhia da Copa Truck e do Mercedes-Benz Challenge.

A estrutura das atividades no fim de semana muda muito pouco para este fim de semana: o treino de duplas não será realizado, assim como o tradicional warm up do domingo. De resto, nada muda: a classificação e a corrida 1 acontecem no sábado, com o complemento da rodada na tarde do domingo. Assim como em todo o ano de 2019, o Band Sports exibirá a corrida de domingo ao vivo e, antes da largada, o VT da prova do sábado.

No grid, muitas novidades. A principal delas é o fato de a categoria bater novamente o número de carros inscritos: serão 32. Entre eles, boas novidades: dois pilotos locais farão sua estreia na categoria: Pablo Lima e Raphael Teixeira, este último como convidado da etapa. Além dos dois, Keka Teixeira, Francisco Marques, Vinicius Kwong e Edson Reis também disputarão sua primeira prova na Copa HB20 em Goiânia.

“A gente tinha colocado como meta ter 30 carros no grid, mas a demanda é tanta que decidimos aumentar um pouco o grid, de forma que não atrapalhe e nem diminua a qualidade do nosso trabalho”, comenta Daniel Kelemen, CEO da H Racing. “Será um fim de semana especial, pois competiremos ao lado dos campeonatos mais importantes do país (para nosso orgulho, com o maior grid de todas), diante de um dos públicos mais apaixonados por corridas de carros e, especialmente, de tração dianteira, que é bastante popular por aqui e será bem representada no nosso grid”, continua Kelemen.

Restando cinco corridas para o término do campeonato (duas em Goiânia e três em Interlagos), os pilotos começam a guiar com um olho nos rivais e outro no regulamento, uma vez que o regulamento prevê o descarte dos quatro piores resultados na classificação final. Até o presente momento, a pontuação com descartes não muda a ordem de nenhum dos dois campeonatos, mas os pilotos já começam a fazer as contas: com 100 pontos ainda em jogo, tudo está em aberto.

Após 11 provas, Raphael Abbate lidera na Pro com 124 pontos, contra 112 de Diego Augusto, 96 de Adriano Rabelo e 91 da dupla Edgar Favarin/Odair dos Santos, entre os mais próximos. Na Super, a disputa está bem mais apertada com Daniel Nino somando 158 pontos, contra 150 de Luciano Viscardi e 147 de Kleber Eletric. “Será um final de temporada espetacular, está tudo aberto e as características de Goiânia nos fazem crer que serão duas corridas épicas. Que assim seja!”, completou Kelemen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *