Chery registrou ótimas vendas no Brasil no 1º semestre de 2014

Mesmo com os sucessivos recuos do mercado brasileiro automotivo, a Chery do Brasil não acompanha a tendência de mercado, seguindo um caminho contrário à queda do setor automobilístico local. Obtendo no primeiro semestre de 2014 um crescimento de 74,3% em relação ao mesmo período do ano passado, a marca chinesa segue firme com a política para abocanhar cada vez mais o mercado do Brasil.

Os maiores responsáveis pelo aumento das vendas da Chery no Brasil foram o compacto urbano QQ e o hatchback Celer, ficando praticamente empatados no número de vendas neste primeiro semestre. Com um acumulado de 4.365 unidades, a marca chinesa está em 19º lugar entre as montadoras no Brasil, representando 0,28% do mercado. A Chery ficou cerca de 500 unidades emplacadas abaixo da JAC Motors (17ª) a fabricante chinesa mais bem colocada no mercado automotivo brasileiro.

Dois modelos que serão produzidos no Brasil, o compacto QQ e o hatchback Celer, quase empatados com 1.411 e 1.402 unidades vendidas, respectivamente, foram os principais responsáveis para a Chery emplacar 4.365 veículos no acumulado deste semestre. Com aumento de 74,3% em comparação com o ano passado, outro que teve boa participação foi o utilitário esportivo compacto Tiggo, com 1.119 unidades emplacadas.

Embora a Chery tenha conseguido excelente desempenho no setor, a marca chinesa almeja um crescimento ainda maior. Investindo US$ 530 milhões, a Chery está construindo uma unidade fabril na região do Vale do Paraíba, que já está com 85% das obras concluídas. Com um milhão de metros quadrados, a cidade de Jacareí – SP foi escolhida pela marca asiática pela proximidade com um grande mercado consumidor.

Com capacidade para produzir 150 mil carros por ano, a nova planta fabril terá também uma unidade de produção de motores. Com inauguração prevista para ofim de agosto, a fábrica será responsável por nacionalizar os modelos QQ e Celer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *