Brasiliense Felipe Guimarães ganha dois Capacetes de Ouro.

Piloto apoiado por Emerson Fittipaldi e Alex Dias Ribeiro conquistou o campeonato Sul-americano de Fórmula 3 e o quarto lugar no Campeonato britânico de Fórmula 3. 

Em noite de estrelas, quem brilhou mais na premiação do Capacete de Ouro, considerado o ‘Oscar’ do automobilismo brasileiro foi Felipe Guimarães (Faculdade Evangélica/Marc JR/Hitech Racing). Na solenidade realizada na quarta-feira (20/11) em São Paulo o brasiliense foi o piloto que recebeu mais premiações, pois foi contemplado nas categorias Internacional e Fórmula 3, levando dois troféus para casa.

“Esta é a primeira vez que ganho o Capacete de Ouro e ele veio em dose dupla. Ganhar um é bacana, ganhar dois é espetacular. Foi muito especial e fiquei muito feliz”, comemorou o jovem de 22 anos, que neste ano conquistou o Campeonato Sul-americano de Fórmula 3 e o quarto lugar no Campeonato britânico de Fórmula 3.

“Foi uma boa surpresa para a gente ele ter vencido em duas categorias. Pelo potencial dele como piloto foi justo este reconhecimento. Ele fez uma bela campanha nesta temporada, cresceu bastante tecnicamente”, elogiou o ex-piloto de Fórmula 1 Alex Dias ribeiro, que acompanha Guimarães em todas as corridas.

“Agradeço a Deus por ter me dado o talento, à minha família pelo apoio e compreensão, ao Emerson Fittipaldi por ter me introduzido nas corridas internacionais de carros, e ao Alex Dias Ribeiro, o meu orientador”, lembrou o piloto que no próximo ano deve dar mais um passo em sua carreira rumo à Fórmula 1.

209286_364842_4_felipeguimaraes_2trofeusco_internacional_f3_press_web_ 209286_364843_3_felipeguimaraes_emersonfittipaldi_alexdiasribeiro_press_3_web_ 209286_364845_2_mun_4654_felipeguimaraes_press_web_ 209286_364846_1_mun_4645_felipeguimaraes_internacional_press_web_

O próximo compromisso de Felipe Guimarães é no encerramento do Campeonato Sul-americano de Fórmula 3, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR).

A campanha de Felipe Guimarães com o Dallara de 280 cavalos da equipe paranaense Hitech Racing Brazil foi composta de 12 vitórias, 11 voltas mais rápidas (quatro recordes) e seis pole positions nas 16 corridas até agora disputadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *