Avaliamos o J3 com mais de 110 mil Km e ainda em longas distâncias.

Caros amigos da Veloxtv, é com um imenso prazer que apresentaremos a seguir a nossa avaliação do J3, veículo que esta com a quilometragem acima dos 115.000. Um veículo que continua nos surpreendendo; pois mesmo com sua alta quilometragem nos mostrou um veículo ágil para ultrapassagens, e com todos os seus instrumentos em perfeito uso, deixando nossa viagem sempre muito agradável.

A iniciativa da JAC Motors em nos disponibilizar a unidade com mais de 100 mil km para avaliação, acerta em cheio ás críticas erradas que recebem de diversos meios de comunicação falando da durabilidade dos carros da marca sem conhecê-los. Gostaríamos que algumas montadoras também disponibilizassem veículos com essa peculiaridade para que possam ser comparados e também avaliados. Parabéns á Jac Motors por mais essa iniciativa.

Concluímos, depois de rodar por uma semana e cerca de 2.000 km com um JAC J3 2012 com quase 115.000 km no hodômetro, que não é justo e que sim, a comparação é válida. Adquirido normalmente por um comprador do Nordeste e tendo todas as revisões obrigatórias devidamente realizadas na rede autorizada, a unidade com placa de Fortaleza (CE) foi recomprada pela marca e colocada à disposição dos jornalistas para avaliações nos mesmos moldes das que são feitas com modelos recém-lançados. O J3 foi avaliado na cidade e na estrada, vazio e carregado, a maior parte do tempo com o ar condicionado ligado e com checagens frequentes do funcionamento de todos os equipamentos disponíveis.

Não verificamos qualquer indício de desalinhamento das chapas nem dificuldade para fechar e abrir portas, capô ou tampa do porta-malas.

O JAC J3 é empurrado por um motor 1.4 16v VVT a gasolina que desenvolve 108 cv e 14,1 kgfm de torque a 4.500 rpm. Ao volante ele manteve a competência e rodou macio, sem ruídos atípicos ou anormalidades no funcionamento de suspensão, direção ou freios. O desempenho geral agradou e o hatch se mostrou muito bem amaciado. O ar condicionado continuou superdimensionado como em qualquer JAC, todos os controles funcionaram bem e o consumo de gasolina permaneceu baixo; sendo consumido na cidade 10,3 km/l e na estrada constatamos o consumo médio de 14,5 km/l.

Informamos e relembramos que todo JAC J3 2012 tem, de série, ar condicionado, direção hidráulica com ajuste de altura, vidros elétricos nas 4 portas, travas e retrovisores com ajuste elétrico, rádio com CD/MP3 player, ajuste de altura dos faróis, faróis de neblina, rodas de liga leve, sensor de estacionamento traseiro, ABS e airbag. E ainda mais 2 anos de garantia vigente, pois em sua compra á época a montadora dá garantia de “6” anos.

O carro estava alinhado, sem folgas no volante ou coisas que denunciassem uso excessivo. Até os engates do câmbio, um ponto positivo dos modelos da JAC Motors, estavam muito parecidos com os de um carro novo. O câmbio de cinco marchas tem engates precisos, mas às vezes difíceis, principalmente a primeira marcha. Mas essa é uma característica comum ao J3, inclusive os zero-km.

Ao apresentarmos o veículo a algumas pessoas e informamos a sua quilometragem a recepção foi a melhor possível, em algumas situações queriam saber se o veículo encontrava-se á venda.

A dirigibilidade do J3 usado não difere da observada em unidades novas do JAC. Na cidade, o hatch encara com valentia buracos e valetas, mas mostra alguma leveza ao trafegar em velocidades mais altas. De qualquer forma, isso não chega a assustar o motorista.
 
A cabine também está íntegra. Puxadores, botões e revestimentos não têm marcas severas de desgaste ou pintura se soltando. Mesmo os botões pequenos do rádio continuam no lugar e não passam impressão de fragilidade. O quebra-sol, item que costuma apresentar falhas com o passar do tempo, está bem conservado.
O estado do veículo é resultado do cuidado com que o motorista o trata no uso cotidiano. Essa regra vale para qualquer tipo de veículo e independe da marca e do país de produção, com poucas exceções. O J3 surpreendeu positivamente.

Esta comprovado que é um veículo resistente e durável, desde que – como qualquer carro – a manutenção periódica seja mantida em dia, é ainda boa pedida para enfrentar o trânsito urbano e viagens curtas com conforto, comodidade e economia de combustível.

Em nossa avaliação e informação o brasileiro que possuir um veículo como o acima testado e tendo efetuado “todas” as revisões previstas em seu manual do usuário terá em mãos um veículo em excelente condições, conforto, segurança e dirigibilidade; caindo por terra o pré-conceito criado por ser de uma montadora chinesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *