Avaliação da Semana – Jeep Compass Limited, bem equipada e com muitos opcionais de segurança.

Caros amigos da Veloxtv o  SUV mais vendido no Brasil em 2017 conquistou pelas qualidades e poucas imperfeições. Versão Limited é bem equipada, com muitos opcionais de segurança e um aspecto importante para os apaixonados da marca, o apelo off road.

 

O que chama logo a atenção na versão Limited são os pneus de perfil baixo (45) montados nas enormes rodas aro 19. O conjunto faz parte do pacote High Tech que custa mais de R$ 15 mil. O Jeep Compass Limited 2.0 Diesel avaliado está equipado com salto baixo. Ao contrário dos atletas de esporte coletivo, chamados de salto alto quando não se empenham o suficiente, o Jeep precisaria de pneus de perfil mais alto para encarar desafios no fora de estrada com desenvoltura. Apesar de ter atributos para tal, pneus mais altos conferem conforto nas imperfeições do asfalto, principalmente sobre aqueles remendos feitos depois da manutenção na rede de água/esgoto e energia, entre outros. Nunca se remenda de maneira satisfatória. E em estradas de terra, haveria mais conforto com salto alto.

 

Linhas

As linhas do Compass são limpas, sem recortes e pouco atrativas. Não têm o charme do Renegade, que lhe empresta a plataforma, apesar da caída do teto na traseira realçar a esportividade. A carroceria usa 70% de aços de alta resistência. E tem alguns centímetros a menos no comprimento em relação, por exemplo, ao hatch médio Chevrolet Cruze. O Compass é muito bem dimensionado em comprimento, largura, altura e distância entre-eixos suficiente para proporcionar bom espaço interno. A grade frontal traz a tradicional sete barras paralelas, símbolo da marca.

 

 

Interior

O interior do Jeep Compass Limited 2.0 Diesel é bem acabado, com plástico emborrachado no painel central e painéis de porta. Bancos em formato de concha e do motorista conta opcionalmente com regulagens elétricas, incluindo a lombar. Bom acesso fácil aos bancos dianteiros e ao traseiro. Grafismo do quadro de instrumentos torna a leitura imediata. Está presente o importante indicador de temperatura do motor. Sistema multimídia com tela de 8,4 polegadas, incluindo controles de mídia, telefonia, som, entre outros.

 

Sem chave

Dispensa-se a chave para entrar no carro e a partida é por meio de botão. Ar-condicionado digital duas zonas é de série, com saída para o banco traseiro que tem segurança completa com três cintos de três pontos, três apoios de cabeça e três pontos de fixação Isofix de cadeira infantil. O assento central é mais curto. Isso significa conforto para dois atrás. Porta-malas bem dimensionado, aproveitamento horizontal, com abertura e fechamento elétrico por meio de comando na chave. Faróis de xenônio iluminam bem e há regulagem elétrica do facho.

 

 

Desempenho

O desempenho do Jeep Compass Limited 2.0 Diesel agrada muito, com boas acelerações e retomadas vigorosas. O ruído de funcionamento do motor não incomoda em rotações mais altas. Trocas do câmbio automático de nove marchas são suaves e rápidas, interpretando bem a topografia do terreno com redução imediata na descida. Marchas podem trocadas manualmente por meio de aletas no volante ou movimentando-se a alavanca. Volante tem boa pega, regulagens em altura e distância. O senão é a direção um pouco anestesiada. É leve em baixa e com peso suficiente em alta, mas não comunica ao motorista que o carro está sob controle. A visibilidade traseira (3/4) é limitada pela coluna C larga.  As relações longas de transmissão a partir da sexta marcha contribuem para o baixo consumo na estrada. No trânsito pesado da cidade, com ar ligado, o consumo aumenta muito.

 

 

Ficha Técnica

Preço: R$ 157.990

Motor: 2.0, quatro cilindros, diesel

Potência: 170 cv a 3 500 rpm

Torque: 35,7 kgfm

Transmissão: Automática, nove marchas, tração 4×4

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira e traseira)

Freios: Discos ventilados nas quatro rodas

Pneus: 225/55 R18

Dimensões: comprimento (4,41 m), largura (1,81 m), altura (1,65 m), entre-eixos (4,41 m).

Tanque: 60 litros

Porta-malas: 410 litros

Consumo: 9,4 km/l na cidade, e 11,8 km/l em estrada

0 a 100 km/h: 10 segundos

Vel. máxima: 192 km/h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *