Abraciclo – Produção de motos continua crescendo após pandemia.

Apesar das restrições ainda existentes, que impedem uma operação plena, a indústria de motocicletas instalada no PIM, Polo Industrial de Manaus, segue com produção em curva ascendente e consistente, conforme balanço divulgado nesta quinta-feira, 10, pela Abraciclo.

 

Com 98.358 unidades fabricadas em agosto, o setor conseguiu ampliar a produção em 0,4% no comparativo com julho, quando saíram das linhas de montagem total de 97.920. Vale notar que o volume poderia ter sido maior se não fossem os dois dias úteis a menos do mês passado.

 

“Desde a retomada gradual das atividades industriais em maio, a produção de motocicletas vem mostrando uma curva ascendente e consistente”, comenta Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo. “A produção até poderia ser maior, mas as fábricas ainda operam com restrições, pois a prioridade é preservar a saúde dos colaboradores, atendendo aos protocolos sanitários de segurança”.

 

Diante da oferta ainda reduzida, a indústria de veículos duas rodas não está conseguindo suprir a atual demanda do mercado. “Ainda estamos atendendo às entregas atrasadas dos consórcios, por exemplo, que respondem por cerca de 25% das vendas de motocicletas no Brasil”, complementa Fermanian.

 

No acumulado de janeiro a agosto foram fabricadas 588.495 motos, o que representa uma retração de 20,9% na comparação com o mesmo período do ano passado (743.556 unidades).

 

 

Emplacamentos

Segundo dados do Renavam que já tinham sido antecipados pela Fenabrave, foram licenciadas 95.961 motos em agosto, equivalente a uma alta de 12,7% ante julho (85.148 unidades). Em relação a agosto do ano passado (88.625), a expansão foi de 8,3%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *