A lendária fábrica do tio Ken Tyrrel.

Foi piloto aviador durante a II Grande Guerra e fez fortuna como negociante de madeira após o final do conflito. Por graça comprou um monolugar F3 de 500cc e começou a competir, rodando quase sempre na frente, tendo em 1958 corrido para Henry Taylor com um Cooper na F2. Ken Tyrrell viria em 1960 a criar os alicerces para uma das equipas mais famosas e saudosas da Fórmula 1. A Tyrrell Racing Organisation começou por preparar Cooper para a Formula Júnior, mas foi em 1964 que a história passou do rascunho para os livros.

Ao precisar de um piloto para a nova Fórmula 3, contratou um jovem escocês de nome Jackie Stewart que prontamente ganhou o campeonato e ingressou com a BRM na F1. A ligação com Stewart não terminaria e em 1968, Tyrrell entra na categoria máxima com o nome de Equipe Matra International, onde o escocês alcança bons resultados, tendo em 1969 conquistado o título de pilotos. O resto é história.

Depois de construir secretamente o seu primeiro chassis, o ‘Tio Ken’ como era conhecido, alcançou logo em 1971, já sob o nome de Tyrrell Racing Organisation, o Campeonato Mundial através, é claro, de Stewart. No total da sua história, a Tyrrell ganhou 23 corridas e foi duas vezes vice-campeã de construtores. Pela sua equipe passaram nomes como François Cevert, Jody Scheckter, Ronnie Peterson, Martin Brundle, Michele Alboreto e Jean Alesi.

Com sua equipe, Tyrrell tornou-se famoso por suas inovações, muitas vezes bizarras, como o modelo P34 usado nas temporadas de 1976 e 1977, no qual possuía quatro rodas dianteiras, além do par de rodas traseiras. Este protótipo buscava maior penetração aerodinâmica por meio da redução da área frontal e da instalação das tais quatro mini-rodas dianteiras. Este modelo marcou 88 pontos no ano de estreia e Jody Scheckter ainda conseguiu vencer o GP da Suécia.

Mas a equipe mais familiar da Fórmula 1, onde Bob e Ken eram os orquestradores, não aguentou o andamento cada vez mais dependente dos dólares que entravam no cofre.

No final de 1998 acabou por fechar as portas uma das equipes mais queridas na Fórmula 1.

Em 1998 a Tyrrell faria sua última temporada, visto que havia sido comprada pela British American, conforme já mencionado.

Praticamente sem patrocinadores suficientes, a direção decidiu contratar Ricardo Rosset e efetivar Toranosuke Takagi. Tyrrell não estava de acordo com as contratações, e tambem abandonou o time.

Em 2003, o fundador desta histórica equipe, Ken Tyrrell, morreu aos 77 anos na Inglaterra em decorrência de um câncer nas pâncreas.

Mesmo com este final melancólico, Tyrrell Team Organization tem sua história recheada de feitos marcantes. Vários pilotos famosos, desde Jean Alesi, Michelle Alboreto, Didier Pironi à Ronnie Petterson, Jody Schechter e Jackie Stewart, iniciaram suas carreiras, ou conquistaram suas primeiras vitórias ou títulos de campeão, nesta inesquecível equipe.

Estatísticas da Tyrrell


Grandes Prêmios430
Pontos consquistados na F1621
Melhores Voltas20Maior tempo de equipePatrick Depailler
Pole Positions14Mais fez PolesNinguém
Vitórias23Quem mais venceuJackie Stewart
Pódios77Mais chegou ao pódioJackie Stewart
Titulos1Mais conquistou titulosJackie Stewart

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *