Vitória na prova principal no Velo Citta consolida Felipe Fraga como recordista da Stock Car.

Atual campeão da categoria ampliou seu recorde de vitórias em circuitos estreantes na categoria, incluindo os dois traçados inéditos de Curvelo e o de ontem de Mogi Guaçu; piloto da Cimed Racing também venceu no retorno de pistas como Londrina, Campo Grande e Goiânia

O autódromo do Velo Citta entrou para a história da Stock Car ao receber pela primeira vez a principal categoria do automobilismo brasileiro. E no belo circuito localizado em Mogi Guaçu, no interior de São Paulo, Felipe Fraga ampliou seu recorde de conquistas em pistas estreantes: pela sexta vez, o piloto da Cimed Racing venceu uma corrida que marcou a estreia ou reestreia de um autódromo no calendário da Stock Car.

Foi assim ontem e também nos dois traçados inéditos de Curvelo, em Minas Gerais. E ainda na reinauguração de pistas tradicionais como Goiânia, Londrina e Campo Grande, onde a categoria viu Fraga no topo do pódio no final de semana em que retornaram à Stock Car após anos ausente.

Outro recorde atingido pelo piloto da Cimed Racing foi o de vitórias em 2017: com três ao todo (Velopark, Curvelo e Velo Citta), ele se isola como o maior vencedor desta temporada e já se vê novamente entre os quatro primeiros no campeonato, seguindo na briga direta pelo título. Com 153 pontos, ele está a 56 do líder, Daniel Serra. Até o final do ano, 280 estão em jogo em cinco etapas – quatro rodadas duplas e uma final com pontuação dobrada.

“Fico muito feliz em ampliar este recorde de vitórias em pistas estreantes e certamente é uma honra ser o primeiro piloto da Stock Car a vencer uma corrida no circuito de Velo Citta, onde isso ficará para sempre registrado na história”, diz Fraga, que também detém outros recordes na categoria, como o de mais jovem campeão (21 anos) e também o de mais jovem vencedor (18 anos).

O piloto do Tocantins também venceu logo em sua primeira corrida na categoria, na Corrida de Duplas, em Interlagos na temporada 2014, feito inédito em 39 anos da Stock. Embora o bom resultado de ontem tenha feito subir na tabela de classificação, Fraga segue pensando uma corrida de cada vez neste ano.

“Não quero ficar me preocupando com a distância para o líder do campeonato: eu e a Cimed Racing estamos focados corrida a corrida e temos mostrado esta evolução já há cinco etapas, mas especialmente nas duas últimas (Curvelo e Velo Citta) estes resultados apareceram, com vitórias muito importantes. Faltam quatro rodadas duplas e a final com pontuação dobrada: vamos seguir aprimorando nosso trabalho e desta forma lutar pelo bicampeonato”, diz Fraga, que foi campeão em 2016 pela Cimed Racing, que ainda conquistou o título em 2015 com Marcos Gomes e nestas duas temporadas também foi campeã por equipes.

A próxima etapa do campeonato será em Londrina (PR), no dia 10 de setembro.

Classificação do campeonato:

  1. Daniel Serra – 209
  2. Thiago Camilo – 192
  3. Átila Abreu – 167
  4. Felipe Fraga – 153
  5. Max Wilson – 147
  6. Cacá Bueno – 146
  7. Ricardo Maurício – 131
  8. Rubens Barrichello – 125
  9. Marcos Gomes – 108
  10. Gabriel Casagrande – 99
  11. Julio Campos – 96
  12. Vitor Genz – 89
  13. Ricardo Zonta – 82
  14. Tuka Rocha – 67
  15. Valdeno Brito – 66
  16. Rafael Suzuki – 62
  17. Allam Khodair – 59
  18. Antonio Pizzonia – 58
  19. Galid Osman – 53
  20. Cesar Ramos – 50
  21. Guilherme Salas – 49
  22. Diego Nunes – 43
  23. Felipe Lapenna – 40
  24. Lucas Foresti – 40
  25. Denis Navarro – 33
  26. Sergio Jimenez – 32
  27. Bia Figueiredo – 22
  28. Marcio Campos – 21
  29. Betinho Valério – 18
  30. Guga Lima – 17
  31. Beto Monteiro – 9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *