Atual campeão da categoria ampliou seu recorde de vitórias em circuitos estreantes na categoria, incluindo os dois traçados inéditos de Curvelo e o de ontem de Mogi Guaçu; piloto da Cimed Racing também venceu no retorno de pistas como Londrina, Campo Grande e Goiânia

O autódromo do Velo Citta entrou para a história da Stock Car ao receber pela primeira vez a principal categoria do automobilismo brasileiro. E no belo circuito localizado em Mogi Guaçu, no interior de São Paulo, Felipe Fraga ampliou seu recorde de conquistas em pistas estreantes: pela sexta vez, o piloto da Cimed Racing venceu uma corrida que marcou a estreia ou reestreia de um autódromo no calendário da Stock Car.

Foi assim ontem e também nos dois traçados inéditos de Curvelo, em Minas Gerais. E ainda na reinauguração de pistas tradicionais como Goiânia, Londrina e Campo Grande, onde a categoria viu Fraga no topo do pódio no final de semana em que retornaram à Stock Car após anos ausente.

Outro recorde atingido pelo piloto da Cimed Racing foi o de vitórias em 2017: com três ao todo (Velopark, Curvelo e Velo Citta), ele se isola como o maior vencedor desta temporada e já se vê novamente entre os quatro primeiros no campeonato, seguindo na briga direta pelo título. Com 153 pontos, ele está a 56 do líder, Daniel Serra. Até o final do ano, 280 estão em jogo em cinco etapas – quatro rodadas duplas e uma final com pontuação dobrada.

“Fico muito feliz em ampliar este recorde de vitórias em pistas estreantes e certamente é uma honra ser o primeiro piloto da Stock Car a vencer uma corrida no circuito de Velo Citta, onde isso ficará para sempre registrado na história”, diz Fraga, que também detém outros recordes na categoria, como o de mais jovem campeão (21 anos) e também o de mais jovem vencedor (18 anos).

O piloto do Tocantins também venceu logo em sua primeira corrida na categoria, na Corrida de Duplas, em Interlagos na temporada 2014, feito inédito em 39 anos da Stock. Embora o bom resultado de ontem tenha feito subir na tabela de classificação, Fraga segue pensando uma corrida de cada vez neste ano.

“Não quero ficar me preocupando com a distância para o líder do campeonato: eu e a Cimed Racing estamos focados corrida a corrida e temos mostrado esta evolução já há cinco etapas, mas especialmente nas duas últimas (Curvelo e Velo Citta) estes resultados apareceram, com vitórias muito importantes. Faltam quatro rodadas duplas e a final com pontuação dobrada: vamos seguir aprimorando nosso trabalho e desta forma lutar pelo bicampeonato”, diz Fraga, que foi campeão em 2016 pela Cimed Racing, que ainda conquistou o título em 2015 com Marcos Gomes e nestas duas temporadas também foi campeã por equipes.

A próxima etapa do campeonato será em Londrina (PR), no dia 10 de setembro.

Classificação do campeonato:

  1. Daniel Serra – 209
  2. Thiago Camilo – 192
  3. Átila Abreu – 167
  4. Felipe Fraga – 153
  5. Max Wilson – 147
  6. Cacá Bueno – 146
  7. Ricardo Maurício – 131
  8. Rubens Barrichello – 125
  9. Marcos Gomes – 108
  10. Gabriel Casagrande – 99
  11. Julio Campos – 96
  12. Vitor Genz – 89
  13. Ricardo Zonta – 82
  14. Tuka Rocha – 67
  15. Valdeno Brito – 66
  16. Rafael Suzuki – 62
  17. Allam Khodair – 59
  18. Antonio Pizzonia – 58
  19. Galid Osman – 53
  20. Cesar Ramos – 50
  21. Guilherme Salas – 49
  22. Diego Nunes – 43
  23. Felipe Lapenna – 40
  24. Lucas Foresti – 40
  25. Denis Navarro – 33
  26. Sergio Jimenez – 32
  27. Bia Figueiredo – 22
  28. Marcio Campos – 21
  29. Betinho Valério – 18
  30. Guga Lima – 17
  31. Beto Monteiro – 9