O novo Pirelli DIABLO™ SUPERCORSA SP é a expressão máxima da tecnologia Pirelli incluída num pneu com alma racing homologado para uso nas ruas.

DIABLO™ SUPERCORSA SP é, de fato, a terceira geração do apreciado pneu race replica da Pirelli que conta com características bastante idênticas em termos de desenho da banda de rodagem, perfis e estrutura em relação ao produto que é utilizado pela marca nas competições que, por regulamento, exigem a utilização de um pneu que não seja slick.

O novo DIABLO™ SUPERCORSA SP foi desenvolvido pela Pirelli graças à participação como Fornecedor Único de Pneus para todas as classes do Campeonato Mundial FIM Superbike. Os pneus DIABLO™ SUPERCORSA SC, versão em composto do produto SP, são usados em todas as classes Supersport e Superstock do Campeonato Mundial para derivados de série e em todos os campeonatos nacionais nos quais a Pirelli participa como fornecedor único ou em regime de concorrência livre entre os fabricantes de pneus.

O novo Pirelli DIABLO SUPERCORSA SP

O novo DIABLO™ SUPERCORSA SP estabelece um novo marco para os pneus do segmento race replica abrindo caminho à nova geração da gama DIABLO™ SUPERCORSA e, graças às suas características inovadoras, já foi escolhido pela Ducati como equipamento original da novíssima Panigale V4.

Como parceiro técnico e fornecedor único de pneus, a Pirelli trabalhou em estreita colaboração com a Ducati para desenvolver a nova Panigale V4, a primeira moto a utilizar como primeiro equipamento os novíssimos Pirelli DIABLO™ SUPERCORSA SP nas medidas 120/70 ZR17 dianteira e na inédita 200/60 ZR 17 traseira. Como já aconteceu no passado, por exemplo com os modelos Multistrada e Diavel, mas sobretudo com o antecessor do novo DIABLO™ SUPERCORSA SP que foi desenvolvido em conjunto com a Ducati e apresentado a Abu Dhabi como primeiro equipamento da Ducati 1199 Panigale, a meta de desempenho definida pela Ducati impôs à Pirelli escolhas radicais do ponto de vista técnico, a fim de realizar um pneu altamente inovador. É por isso que a Pirelli desenvolveu a versão mais recente do DIABLO™ SUPERCORSA SP na nova medida 200/60 ZR17, já amplamente utilizada para o produto slick no Campeonato Mundial FIM Superbike, que constitui para todos os efeitos um salto de gerações no campo dos pneus racing replica.

As principais vantagens para o motociclista

O inovador perfil da nova medida traseira maximiza a pegada na inclinação máxima e utiliza da melhor maneira as vantagens da tecnologia bicomposto, que adota no ombro o mesmo composto SC2 usado para os produtos racing slick, capazes de oferecer a aderência habitual de uma cobertura de competição, garantindo ao mesmo tempo a robustez e a versatilidade necessárias para uma utilização na estrada. Também o pneu dianteiro, para trabalhar em total harmonia com o traseiro, beneficiou de um novo importante passo de desenvolvimento: todas as opções de direção relativas à manobrabilidade, os feedback ao piloto, a firmeza de apoio, o safety feeling e a previsibilidade do limite de aderência, foram otimizadas realizando um novo perfil dianteiro, ligeiramente aumentado de corda máxima, em relação à versão anterior do produto. A reconceção das geometrias dos semiacabados e do esquema de contenção, permitiu definir novas referências absolutas em termos de agilidade e condução ligadas a um desempenho de topo de nível totalmente racing. Por último, o novo desenho da banda de rodagem do DIABLO™ SUPERCORSA SP apresenta uma nova geometria do “flash” destinada à otimização do rendimento na pista, melhorando o desgaste, e larguras reduzidas dos sulcos destinadas a garantir o apoio adequado às forças laterais superiores.

A quem é destinado

DIABLO™ SUPERCORSA SP foi concebido para todos os motociclistas, principalmente os proprietários de motocicletas superdesportivas e naked de alta cilindrada, que desejam um pneu capaz de garantir o máximo desempenho alcançável na estrada e, ao mesmo tempo, um excelente produto para uso na pista, apenas inferior ao desempenho que podem oferecer os pneus de competição slick ou estriados em composto. Por este motivo, DIABLO™ SUPERCORSA SP é o pneu ideal para todos os que, além de exigirem desempenhos desportivos absolutos na estrada, gostam de frequentar a pista, mas querem chegar ao circuito sentados diretamente na moto sem terem de carregá-la no reboque e sem terem de trocar os pneus ou a configuração específica à chegada.

Os perfis

DIABLO™ SUPERCORSA SP apresenta um novo perfil racing, e especificamente o mesmo perfil utilizado pela Pirelli no Campeonato Mundial FIM Superbike para os pneus slick DIABLO™ SUPERBIKE, que permite alcançar novos níveis de dirigibilidade e de aderência, quer na pista, quer na estrada.

O novo perfil é caracterizado por um desenvolvimento de raios múltiplos, capaz de garantir uma distribuição uniforme dos esforços em toda a área de contato. O pneu traseiro 200/60 ZR17 foi completamente redesenhado, adotando o mesmo perfil utilizado no slick. Em relação à medida 200/55 ZR17, o novo perfil é 9 mm mais largo e tem um diâmetro total 16 mm maior.

A forma da geometria (a relação entre a altura da coroa e a largura total) é o parâmetro que melhor condensa o comportamento racing do pneu e no 200/60 é 10% superior em relação ao 200/55. Tudo isto melhora o nível de manobrabilidade e garante uma área de pegada mais ampla, o que se traduz num aumento de aderência, estabilidade e precisão de trajetória na fase de curva com inclinação plena, mas também na entrada ou na saída, ou seja quando o motociclista ainda está a travar ou começou a acelerar.

Com esta solução técnica, o pneu alcança um novo nível de aderência no ângulo máximo de inclinação, sem diminuir os desempenhos de dirigibilidade habituais da medida 200/55, graças à manutenção do mesmo raio no centro do perfil.

O perfil dianteiro foi atualizado e é 2 mm mais largo em relação ao da medida 200/55. Foi perfeitamente equilibrado para funcionar em harmonia com o traseiro, para garantir uma ótima manobrabilidade e um bom apoio em curva.

As vantagens são as mesmas obtidas no pneu traseiro com a vantagem adicional de submeter o composto a um menor nível de stress, graças à pegada maior.

Além disso, o novo perfil lateral melhorou a gestão do stress ao qual é submetida a estrutura dos pneus, garantindo maior flexibilidade nas acelerações na saída da curva para vantagem da tração do pneu. Consequentemente, aumenta também a sensação de segurança geral e o nível de feedback transmitidos pelo pneu dianteiro ao motociclista.

As vantagens das soluções adotadas podem ser resumidas em:

  • Velocidade na curva
  • Maior sensação de segurança e de controlo da mota, tanto na pista como na estrada
  • Entrada na curva sem hesitações, permitindo manter uma maior velocidade durante a inclinação
  • Alta tração que permite acelerar antes mesmo de sair da curva

A estrutura

A carcaça do novo DIABLO™ SUPERCORSA SP deriva rigorosamente da do produto slick DIABLO™ SUPERBIKE com uma adaptação dos ângulos de aplicação das camadas otimizadas para a utilização na estrada. Estas medidas destinam-se especialmente a melhorar a estabilidade a altas velocidades e nas retas compridas, como acontece habitualmente na autoestrada.

Os compostos

Das novas soluções desenvolvidas para DIABLO™ SUPERCORSA SP, sem dúvida, os compostos desempenham um papel fundamental. Os compostos utilizados no pneu dianteiro e no traseiro são diferentes e o pneu traseiro bicomposto possui três zonas diferentes de aplicação dos compostos. O novo perfil também tornou necessária uma otimização em termos de espessura do composto aplicado.

O pneu dianteiro é monocomposto, uma solução que permite um warm-up rápido e uma constância de aderência em todas as situações.

As espessuras do composto na banda de rodagem foram otimizadas em todas as áreas graças a um novo processo Pirelli, que permite otimizar as quantidades de material a aplicar com extrema exatidão.

O pneu traseiro é bicomposto para permitir, ao mesmo tempo, um ótimo rendimento quilométrico e aderência na fase de inclinação.

Pela primeira vez, a Pirelli decidiu utilizar um composto racing num pneu homologado para utilização na estrada desenvolvido no Campeonato Mundial FIM Superbike.

Usufruindo do Enhanced Patch Technology (EPT) foi possível utilizar um composto muito macio na área dos ombros. A utilização de novos polímeros para o composto utilizado no DIABLO™ SUPERCORSA SP permite obter um aquecimento ainda mais rápido e uma aderência ainda mais elevada em todas as condições.

A utilização de compostos diferentes para os ombros e para a área central é a solução ideal, concebida para garantir ao DIABLO™ SUPERCORSA SP as performances habituais de um produto racing na pista e performances versáteis e duradouras na estrada.

Na zona central o composto é constituído por 100% Preto de Carbono que garante um ótimo nível de aderência e um bom rendimento quilométrico, sobretudo na utilização na estrada; o composto dos ombros é o utilizado no produto slick DIABLO™ SUPERBIKE SC2 para oferecer ao motociclista o nível máximo de aderência também em ângulos altos de inclinação.

Resumindo, a solução adotada pelo departamento de Investigação e Desenvolvimento da Pirelli permitiu obter:

  • Um composto nos ombros com rigidez reduzida, alta histerese, e suficientemente macio quer a baixas quer a altas temperaturas, de forma a oferecer um aquecimento rápido e uma aderência constante e sempre disponível na entrada da curva. Tudo isto independentemente das condições externas
  • Um novo perfil com ângulo de ombro mais largo para oferecer aderência já a partir dos ângulos de inclinação pouco elevados
  • Materiais de alta resistência mecânica na zona central, com elevada carga de Preto de Carbono, para garantir a tração ideal, um desgaste regular mesmo no caso de utilização sob stress e um alto rendimento quilométrico.

O desenho da banda de rodagem

DIABLO™ SUPERCORSA SP em relação ao antecessor apresenta um novo e otimizado desenho da banda de rodagem de oito passos, ou seja, que se repete oito vezes na superfície total do pneu.

Agora a relação das áreas cheias/vazias é de cerca de 4%, quer no dianteiro quer no traseiro, com uma profundidade da banda de rodagem de 5,5 mm.

Após anos de experiência nas classes Superstock e Supersport em competições internacionais e nacionais, a Pirelli conseguiu otimizar ainda mais o desenho da banda de rodagem partindo exatamente da geometria angular do “flash”, a forma do sulco habitual dos produtos superdesportivos da Pirelli. Os pontos entre os sulcos longitudinais têm novos ângulos, concebidos para garantir uma melhor resposta às forças laterais.

Os novos ângulos, juntamente com os sulcos mais estreitos, melhoram a estabilidade e a regularidade de desgaste, sobretudo em condições de utilização intensa. Além disso, a presença menor de sulcos na área do ombro ajuda a aquecer o pneu ainda mais rapidamente.

 

@pirellibrazil      @Pirelli_Br     @pirelli_br

www.campneus.com.br —– www.pirelli.com